Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Por falta de energia, Figueira x Flu será quarta-feira, às 20h30m

Partida vai recomeçar com 15 minutos do primeiro tempo e com o placar de 1 a 0 para o time tricolor.

Agora é oficial. A partida entre Figueirense e Fluminense, que deveria ter sido realizada na noite desta quinta-feira, no estádio Orlando Scarpelli, foi suspensa por falta de energia elétrica. Os primeiros 15 minutos foram disputados e o time tricolor já tinha feito 1 a 0, gol do volante Arouca, aos 12 minutos.

O restante da partida será disputado na próxima quarta-feira, às 20h30m, no mesmo estádio. Quem garante é o diretor de competições da CBF, Virgílio Elísio.

– O artigo 38 do regulamento geral das competições estabelece que o jogo prossegue a partir dos minutos já corridos. O jogo volta na quarta-feira que vem. É uma data da Sul-americana, então não tem problema. O regulamento manda o jogo ser no dia seguinte, mas o Avaí jogará nesta sexta-feira em Florianópolis, pela Série B, e a PM local não permitiria duas partidas no mesmo dia. Por isso estamos abrindo uma exceção – afirma em entrevista ao SporTV.

outubro 30, 2008 Posted by | Figueirense, Fluminense | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Em jogo sem graça, Peixe e Sport empatam

Equipe paulista demora para acordar e consegue um empate em Recife

De um lado o Sport já classificado para a Copa Libertadores de 2009 e sem grandes pretensões no Brasileiro. Do outro, o Santos, com cinco desfalques e de olho no clássico de domingo contra o Palmeiras. Dentro de campo, o que se viu no empate de 1 a 1, na Ilha do Retiro, foi a equipe pernambucana buscando a todo momento o resultado positivo, enquanto os paulista apenas se preocuparam em se defender, levando um ponto para casa.

Com o resultado, Sport e Santos se mantém na mesma posição. O Leão com 42 pontos, na 11ª posição e o Peixe em 12º, com 40 pontos conquistados.

No primeiro tempo o Sport começou a partida procurando o gol em jogadas pelas alas com Sidny e Dutra, e o Santos limitando-se apenas a ficar na defesa. Nem nos contra-ataques o Peixe trazia perigo ao rival. Assim, aos 30 minutos o Leão foi premiado pela sua insistência. O volante Adriano deu um carrinho desnecessário no atacante Roger dentro da área Alvinegra. Tranqüilo, Fumagalli foi para cobrança. Fábio Costa para um lado, e bola para o outro. Aberto o placar, a equipe da casa seguiu apertando e o Santos apenas se defendendo.

Porém, o azar esteve do lado pernambucano. Na única jogada de perigo santista em toda a etapa inicial, quando tudo indicava que a partida iria para o intervalo com o Sport na frente, brilhou a estrela de Molina. Aos 45, o colombiano invadiu a área adversária, fintou o zagueiro e soltou uma bomba. Magrão espalmou, e Kléber Pereira aproveitou o rebote, fazendo seu 21º gol no Brasileirão, e dando um banho de água fria nos donos da casa.

No segundo tempo as equipes voltaram iguais a campo, tanto na escalação quanto na postura. O Sport no ataque, levou perigo ao gol de Fábio Costa logo nos 3 minutos. Júnior Maranhão acertou uma pancada de fora da área, e obrigou o goleiro alvinegro a praticar uma linda defesa. Aos 13, Fumagalli acertou o travessão do Peixe e a pressão seguiu por algum tempo.

Aos 14, Márcio Fernandes fez uma alteração para reforçar a defesa. Sacou Adriano e colocou o zagueiro Fabão em seu lugar. Dois minutos depois, Nelsinho Baptista deu sua resposta. Tirou o volante Fábio Gomes, e pois no seu lugar um homem de frente: Cássio, para ajudar Carlinhos Bala e Roger no ataque.

Entretanto, após as alterações, o Santos equilibrou a partida e o Sport diminui suas investidas quando percebeu que o adversário havia acordado para o jogo. Aos 31 minutos Kléber Pereira teve ótima chance. Entrou na área do Leão e bateu cruzado. Por pouco o artilheiro não virou o placar. No fim, o placar acabou sendo justo pelo o que as duas equipes jogaram nos 90 minutos.

Na próxima rodada, o Sport vai a Curitiba, enfrentar o Atlético-PR, no próximo domingo às 17h. O Santos recebe o Palmeiras, na Vila Belmiro, também domingo, às 17h.

FICHA TÉCNICA:

SPORT 1 X 1 SANTOS

Estádio: Ilha do Retiro, Recife (PE)
Data/hora: 30/10/08 – 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Leonardo Gaciba da Silva (RS)
Assistentes: Milton Otaviano dos Santos (RN) e José Antônio Chaves Franco Filho (RS)

Renda/público: Não disponíveis
Cartões amarelos: Moacir (SPT); Fábio Santos, Domingos (SAN)
Cartões vermelhos: Nenhum
Gols: Fumagalli, 30´/1ºT (1-0); Kléber Pereira, 45´/1ºT (1-1)

SPORT: Magrão, Sidny, Igor, Durval e Dutra; Fábio Gomes (Cássio, 16´/2ºT), Júnior Maranhão, Moacir e Fumagalli (Wilson, 23´/2ºT); Carlinhos Bala (Lúcio Curió, 24´/2ºT) e Roger. Técnico: Nelsinho Baptista.

SANTOS: Fábio Costa, Pará, Domingos, Adaílton e Kléber; Adriano (Fabão, 14´/2ºT), Wendel, Fábio Santos e Molina (Michael, 23´/2ºT); Robinho (Adoniran, 42´/2ºT) e Kléber Pereira. Técnico: Márcio Fernandes.

outubro 30, 2008 Posted by | Santos, Sport | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vasco e Atlético-PR empatam e se complicam

Times terminam com 2 a 2 no placar e continuam na zona de rebaixamento

Em jogo equilibrado, Vasco e Atlético Paranaense empataram nesta quinta-feira, em São Januário. O Gigante da Colina bem que saiu na frente, mas permitiu a virada. No fim, Madson empatou e o 2 a 2 foi ruim para as duas equipes. O Vasco continua na vice-lanterna com 31 pontos e o Atlético-PR é o 18º, com 32.

Antes do jogo o vento soprava a favor do Vasco. Mas quando a bola rolou foi um Furacão que começou a atormentar a vida dos vascaínos. Exercendo pressão nos 15 minutos iniciais, o Atlético Parananense teve uma chance de abrir o placar com Pedro Oldoni, mas, de cabeça, o atacante desperdiçou, dentro da pequena área.

Com a volta do esquema com dois zagueiros (Fernando e Jorge Luiz), e não mais os três utilizados nas últimas partidas do time, em que a defesa foi bem, os erros voltaram a aparecer. Porém, no ataque, sempre eficiente, as jogadas eram criadas. Madson e Alex Teixeira se movimentaram pelos lados do campo e Edmundo era a referência.

Mas foi do volante Mateus que saiu o passe para o lateral-esquerdo Valmir empurrar para o gol. Se na frente todos iam bem, a defesa estava pronta para errar. Em um lance bisonho, o zagueiro Jorge Luiz protegeu a bola que era do Atlético Paranaense. Escanteio para o adversário e gol de Julio dos Santos. Empate inesperado, alívio de um lado e irritação do outro.

Mais calmo após o intervalo, o Vasco voltou com disposição e, empurrado pela torcida, quase voltou a ficar na frente do placar após chute de Mateus. Mas a bola insistiu em não entrar. E assim como aconteceu com o Furacão no início do jogo, o time cruzmaltino pagou por marcar.

Em contra-ataque, o Atlético Paranense chegou com três jogadores contra apenas um defensor do Vasco. Porém, Pedro Oldoni foi fominha. Sorte dos paranaenses. Em chute cruzado ele aproveitou falha de Rafael e fez 2 a 1.

O gol deixou o time de Renato Gaúcho nervoso em campo. Mas o time insistia, até que, Madson, aos 42 minutos, empatou em belo chute de longe. E o Atlético Paranaense pagou pela displicência de seus atacantes.

FICHA TÉCNICA:
VASCO 2 X 2 ATLÉTICO PARANAENSE

Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/Hora: 30/10/2008 – 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Wallace Nascimento Valente (ES)
Auxiliares: Fabiano da Silva Ramires (ES) e José Ricardo Maciel Linhares (ES)

Renda/público: R$ 265.995,00 / 22.743 pagantes
Cartões amarelos: Alan Bahia, Zé Antônio, Netinho, Antônio Carlos, Galatto, Ferreira (APR); Valmir (VAS)
Cartões vermelhos: –
Gols: Valmir, 27’/1ºT (1-0); Julio dos Santos, 44’/1ºT (1-1); Pedro Oldoni, 16’/2ºT (1-2); Madson, 42’/2ºT (2-2);

VASCO: Rafael, Baiano, Jorge Luiz, Fernando e Valmir (Rodrigo Antônio, intervalo); Jonílson, Mateus (Pinilla, 20’/2ºT), Leandro Bomfim, Madson e Alex Teixeira; Edmundo (Alan Kardec, intervalo). Técnico: Renato Gaúcho.

ATLÉTICO-PR: Galatto, Gustavo (Chico, intervalo), Antônio Carlos e Gustavo Lazaretti; Zé Antônio (Alex Fraga, 39’/2º), Alan Bahia, Valencia, Julio dos Santos (Julio César, 18’/2ºT) e Netinho; Ferreira e Pedro Oldoni. Técnico Geninho.

outubro 30, 2008 Posted by | Atlético-PR, Vasco da Gama | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Pelo mal do Grêmio, torcedores do Inter secam o próprio time contra o São Paulo

Com a equipe sem chances no Brasileirão, colorados preferem ver o clube paulista atrapalhando o rival gaúcho na briga pelo título

Só uma das maiores rivalidades do planeta é capaz de fazer algo assim. Com a convicção de que o Inter não alcançará vaga na Libertadores, tem muito colorado querendo que o time perca para o São Paulo domingo, no Morumbi. Motivo: dar uma forcinha a um dos principais adversários do rival Grêmio na briga pelo título nacional. O pensamento é de que o efeito de uma derrota na capital paulista é bem menos impactante do que um título do eterno inimigo.

É a tese de Juliano Ramos, 20 anos. Colorado de coração, daqueles que vestem a camisa mesmo depois de um resultado ruim, o torcedor se vê obrigado a secar o próprio time domingo.

– No momento, o que um colorado mais quer é ver o Grêmio sem o título. A rivalidade exige isso. Minha preferência é que o Inter deixe o São Paulo ganhar. Se o Grêmio for campeão, será um incômodo por cinco, seis anos, com os caras o tempo todo dizendo que ganharam o Brasileirão de 2008. É melhor que não aconteça isso – diz o colorado.

Sílvio Pádua, 32 anos, pensa de forma parecida. Para ele, torcer contra o Inter não é tarefa simples, mas o esforço vale a pena.

– É uma situação meio esquisita, porque a gente torce pelo Inter na boa, na ruim e até na muito ruim. Mas, daqui a alguns anos, a gente vai lembrar disso e pensar que valeu a pena. Mas eu acho que o Inter vai perder de qualquer jeito. O São Paulo é um time melhor.

A opinião, claro, não é unânime. Também tem muito torcedor que não aceita derrota no Morumbi. É o caso de Aldair Jones, 21 anos.

– Eu sou colorado. Colorado não torce contra o Inter. Dane-se o Grêmio. Eu acho que o Inter tem que ganhar sempre – opina.

Jogadores se sentem incomodados com a situação

A possibilidade de amolecer contra o São Paulo não passa pela cabeça dos jogadores do Inter. Sempre que são perguntados sobre o assunto, eles dizem que pretendem jogar o máximo possível contra o clube paulista e chegam a se irritar com o assunto. Na prática, o clube colorado não terá força máxima contra o São Paulo, mas não para prejudicar o Grêmio. A questão é que a equipe de Tite, com a distância para a zona da Libertadores, passa a priorizar a Copa Sul-Americana.

Na quinta, o Inter visita o Boca Juniors na Bombonera para decidir vaga nas semifinais da competição continental. Atletas como Magrão e Nilmar, que voltam de lesão e até poderiam jogar no Morumbi, provavelmente serão preservados para que estejam com todo o fôlego em Buenos Aires.

outubro 30, 2008 Posted by | Internacional, São Paulo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Mano Menezes decreta fim das festas, e elenco mira o título da Série B

Lateral-esquerdo Wellington Saci garante que jogadores não vão diminuir o ritmo para garantirem o primeiro lugar da Segundona

A festa acabou. Depois de garantirem o retorno do Corinthians à elite do Campeonato Brasileiro e passar os últimos dias envolvidos em muitas comemorações, os jogadores voltam a se concentrar no restante da Série B. Pelo menos no discurso do lateral-esquerdo Wellington Saci, a seriedade pedida pelo técnico Mano Menezes será levada à risca pelo elenco.

– O Mano já conversou com a gente para não fazer muita festa. Já fizemos sábado, conquistando o acesso, que era nosso primeiro objetivo. Agora, vamos em busca do segundo, o título. Continuamos trabalhando do mesmo jeito, no mesmo ritmo. Só o acesso não está de bom tamanho – afirma.

Saci, aliás, espera aproveitar a reta final da Segundona para confirmar o bom momento vivido no Parque São Jorge. Com André Santos suspenso pelo terceiro cartão amarelo, ele será titular contra o Paraná, sábado, às 16h20m, no Pacaembu.

O jogador garante que não se sente incomodado por não conseguir uma vaga na equipe, principalmente pela concorrência de André Santos, um dos principais destaques do Timão na campanha do retorno à Primeira Divisão.
– Ninguém quer ser reserva, mas venho entrando bem nas oportunidades que o Mano me dá. Reserva ou titular é coisa do futebol. O importante é ter a cabeça no lugar – completa.

outubro 30, 2008 Posted by | Corinthians | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Marcelo Oliveira destaca espírito de luta do Galo

Técnico diz que time não merecia derrota, mas elogia atuação do Coxa

Apesar da derrota do Atlético-MG para o Coritiba por 2 a 1, no Couto Pereira, o técnico Marcelo Oliveira elogiou a luta dos jogadores alvinegros em campo. O comandante destacou ainda a falta que fez o volante Serginho, que se machucou logo no início do jogo.
– O Serginho é um jogador importantíssimo, vem crescendo de produção, marca, sai para o jogo. Infelizmente, se machucou prematuramente e nos fez falta. Mas quero exaltar a luta, garra, determinação e atitude dos jogadores que, diante de todos os problemas, estão do princípio ao fim lutando pela vitória – destaca o treinador ao site oficial do clube.
Marcelo Oliveira acredita que o Galo não mereceu a derrota, mas não reconheceu e elogiou a atuação do time do Coritiba.
– Acho que a gente merecia melhor sorte, mas temos que lembrar o mérito do adversário. O Coritiba é uma equipe boa, veloz e que, no segundo tempo, mudou a postura e se posicionou muito bem – comenta Marcelo Oliveira.

Mesmo tendo perdido, o Galo seguem em 13º lugar na classificação do Campeonato Brasileiro, com 38 pontos ganhos.

outubro 30, 2008 Posted by | Atlético-MG | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

atletico mg x Botafogo: ingressos à venda nesta quinta-feira

Saiba como comprar seu bilhete para a partida de domingo, no Mineirão

Os ingressos para a partida entre Atlético-MG e Botafogo, neste domingo, em Belo Horizonte, já estão à venda nos seguintes pontos de venda: Sede do Atlético, em Lourdes, Vila Olímpica, Labareda, Lojas Class Club Buritis e Sion e Loja do Galo Betim. No Mineirão, os bilhetes estarão disponíveis apenas no dia do jogo.

As entradas de cadeiras superior central e lateral têm preço único de R$ 10. Já as de cadeira especial custa R$ 30.

Para a torcida do Botafogo, os ingressos de cadeira de setor saem por R$ 15.
Estudantes munidos de documentação e idosos têm direito à meia-entrada.

outubro 30, 2008 Posted by | Atlético-MG | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Alexandre Kalil é o presidente do Galo

Ele vai comandar o clube alvinegro no próximo triênio (2009-2011)

O Atlético-MG tem um novo mandatário. Na eleição desta quinta-feira, Alexandre Kalil foi eleito para presidir o clube no próximo triênio (2009-2011). Ele toma posse ainda hoje. Na votação, realizada entre de 8h às 17h, participaram 403 eleitores. O eleito recebeu 271 votos. Após a divulgação do resultado, Kalil fez agradecimentos e uma promessa.

– Obrigado a todos que compareceram, a toda a torcida do Atlético, a todos que me ajudaram, a voz da rua, a todos que me escutaram. Estou muito emocionado, pois estou pensando em meu pai. Eu só quero ser 10% do que meu pai foi no Atlético (Elias Kalil, que comandou o clube de 1980 a 1985). Que Deus me dê força para nós reconstruirmos o clube. Ele é muito grande. O que vou prometer é trabalho, vassoura e organização – discursa, em entrevista à Rádio Itatiaia.

O ex-presidente Ziza Valadares renunciou ao cargo no dia 18 de setembro. Desde então, o presidente em exercício do Conselho Deliberativo, Antônio Silva Passos, é quem responde pelo clube. O vice-presidente do clube será Daniel Diniz Nepomuceno.

Antes do resultado, o PORTAL FUTEBOL conversou com o candidato ao cargo máximo no Atlético-MG. Ele falou sobre os planos para o futuro do clube, a atual crise financeira (os salários de jogadores e funcionários estão prestes a completar três meses de atraso), e a permanência do técnico Marcelo Oliveira no comando da equipe profissional.

1) Projetos e soluções para a crise financeira:

Alexandre Kalil: “A crise financeira do Galo foi tratada com muita incompetência. O Galo não é um time quebrado no meio de milionários, pelo contrário, ele está entre os cinco clubes que menos devem no Brasil. Então, essa crise foi provocada justamente para abafar um time medíocre. A solução é dar um choque de gestão imediata no clube, com investimentos no futebol, redução de custos, o simples… O contrato com nosso patrocinador termina no fim do ano e estamos abertos a propostas”.

2) Permanência do técnico Marcelo Oliveira e o time para 2009:

“Com o time de hoje, acho um pecado falar em comando para 2009. O trabalho do Marcelo está sendo feito de forma brilhante. Então temos de ter muito respeito pelos profissionais que estão lá”.

3) Por que o senhor ‘merece’ ser o novo presidente do Galo?

“Quero dar uma opção aos conselheiros, porque tenho história no clube. Fui presidente do conselho deliberativo por sete anos, o mais novo da história do clube, com 40 anos. Levei o clube ao vice-campeonato brasileiro de 1989 e tenho aprovação popular de 90% dos torcedores atleticanos em qualquer pesquisa feita em Belo Horizonte”.

outubro 30, 2008 Posted by | Atlético-MG | , , | 1 Comentário

Vasco e Atlético-PR lutam para sair da degola

Equipe carioca muda esquema de jogo; Furacão nunca venceu no Rio

É claro que as circunstâncias são diferentes, mas o adversário desta quinta-feira, em São Januário, é o mesmo. Assim como em 2004, quando lutou para não ser rebaixado, o Vasco tem o Atlético Paranaense pela frente. Porém, desta vez, o Furacão é um adversário direto para fugir da degola e não mais um aspirante ao título, como na época em que foi derrotado por 1 a 0. Mas o jogo novamente é considerado uma final para vascaínos e atleticanos.

– Todo jogo é uma final e nós todos temos que ter responsabilidade – afirmou o meia Madson.

Sabendo da impotância do resultado, o técnico Renato Gaúcho vai repetir a escalação com o trio ofensivo Madson, Alex Teixeira e Edmundo. Sem Leandro Amaral, que ainda se recupera de uma torção no tornozelo esquerdo, o treinador aposta suas fichas nos três jogadores.

Para manter a escrita de nunca ter perdido em São Januário para o adversário, Renato lançou mais um apoiador no time, mas que ajudará também na marcação. Leandro Bomfim entra na vaga do zagueiro Eduardo Luiz e o esquema com três zagueiros foi abolido.

No Atlético-PR, com cinco desfalques, a principal novidade será a presença do meia-armador Julio do Santos, deixando Ferreira mais adiantado ao lado de Pedro Oldoni. Na zaga, Gustavo volta após cumprir suspensão automática, assim como o ala-direito Zé Antônio e volante Alan Bahia. O atacante Júlio César, liberado pelo departamento médico, ficará no banco à disposição.

– Sabemos que vai ser uma guerra contra o Vasco, pois lá as coisas são difíceis. Estamos preparados para mais esta decisão, mas será uma guerra no bom sentido. É um adversário difícil, mas precisamos buscar os pontos também fora da Arena. Apesar dos problemas, quem está entrando está querendo ajudar e isso fará a diferença – disse o treinador rubro-negro, Geninho.

Vasco e Atlético-PR já se enfrentaram 13 vezes no Rio de Janeiro na história de seus duelos e a equipe carioca tem domínio total da situação: foram 11 vitórias cruzmaltinas e dois empates.

FICHA TÉCNICA:
VASCO X ATLÉTICO PARANAENSE

Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/Hora: 30/10/2008 – 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Wallace Nascimento Valente (ES)
Auxiliares: Fabiano da Silva Ramires (ES) e José Ricardo Maciel Linhares (ES)

VASCO: Rafael, Baiano, Jorge Luiz, Fernando e Valmir; Jonílson, Mateus, Leandro Bomfim, Madson e Alex Teixeira; Edmundo. Técnico: Renato Gaúcho.

ATLÉTICO-PR: Galatto, Gustavo, Antônio Carlos e Gustavo Lazaretti; Zé Antônio, Alan Bahia, Valencia, Julio dos Santos e Netinho; Ferreira e Pedro Oldoni. Técnico Geninho.

outubro 30, 2008 Posted by | Atlético-PR, Vasco da Gama | , , , | Deixe um comentário

Sport busca reabilitação contra o Santos na Ilha

Alvinegro quer beliscar pontos fora e se garantir na Sul-Americana

Sport e Santos se engalfinham na Ilha do Retiro pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro às 20h30 desta quinta-feira. De um lado, o Sport já garantido na Copa Libertadores da América; do outro, o Santos, que numa incrível reabilitação no returno, após fazer 22 pontos em 36 possíveis, quer ratificar sua presença na Copa Sul-Americana do ano que vem.

O jogo tem tudo para encher os olhos dos torcedores, pois o Leão não vence há seis rodadas e espera manter-se na 11ª posição, pois soma 41 pontos. O Alvinegro vem logo atrás com dois pontos a menos. Como vem de insucessos, o Leão espera se reabilitar em casa, no entanto, espera não se engasgar com a espinha do Peixe, que vem de duas vitórias seguidas no Brasileirão, contra Botafogo e Figueirense.

– Tenho certeza que é agora que vamos devolver a alegria aos nossos torcedores. Sinto que a vitória será nesta quinta-feira. Todo o grupo está muito focado nisso e só pensamos nos três pontos aqui na Ilha do Retiro – profetizou o atacante Roger.

O treinador Nelsinho Baptista abdicou do esquema 3-5-2 e armou no 4-4-2, mas o Sport continuará com três volantes. Como não vinha atuando bem, Andrade foi sacado para a entrada de Fábio Gomes. Os outros volantes serão Júnior Maranhão e Moacir. Caberá a Fumagalli municiar o ataque, composto por Roger e Carlinhos Bala.

Já o Santos entra na partida muito desfalcado e visando atingir 45 pontos (no momento tem 39), se possível nos próximos dois jogos, o que segundo o técnico Márcio Fernandes, daria tranquilidade para o time não correr riscos de rebaixamento, uma vez que a 17ª colocada (primeiro na zona do descenso), Portuguesa tem 32 pontos, sete a menos que o Peixe.

Três jogadores titulares estão lesionados e ficaram em Santos fazendo recuperação para o clássico contra o Palmeiras, no domingo. Os volantes Roberto Brum e Rodrigo Souto, e o atacante Nelson Cuevas. Para suas posições, entram Wendel e Adriano no meio, e Robinho permanece no ataque ao lado de Kléber Pereira. Com a ida de Wendel para o meio-de-campo, Pára irá fazer a lateral direita da equipe, podendo haver alteração de posições durante a partida.

Suspensos estão Fabiano Eller, que cumpre sua última partida de suspensão após pegar três jogos de Gancho no STJD, e o meia Bida por ter levado o terceiro cartão amarelo na última partida. Ambos também não viajaram com o grupo para o Recife. Assim, Domingos volta a equipe e faz dupla de zaga com Adaílton. Já Bida dá lugar a Michael, que volta de lesão e faz a armação da equipe ao lado de Molina.

Mesmo sem peças importantes, o Santos enfrenta um advesário que costuma ter dificuldades para recebe-lo na Ilha do Retiro. Na história dos confrontos no Brasileiro, já foram 11 partidas disputadas no Recife. O Sport venceu cinco, o Peixe quatro e dois jogos terminaram empatados. Assim, uma vitória do Alvinegro empataria os números do duelo jogando na Ilha.

FICHA TÉCNICA:

SPORT X SANTOS

Estádio: Ilha do Retiro, Recife (PE)
Data/hora: 30.10.08 – 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Leonardo Gaciba da Silva (RS)
Assistentes: Milton Otaviano dos Santos (RN) e José Antônio Chaves Franco Filho (RS)

SPORT: Magrão, Sidny, Igor, Durval e Dutra; Fábio Gomes, Júnior Maranhão, Moacir e Fumagalli; Carlinhos Bala e Roger. Técnico: Nelsinho Baptista.

SANTOS: Fábio Costa, Pará, Domingos, Adaílton e Kléber; Adriano, Wendel, Michael e Molina; Robinho e Kléber Pereira. Técnico: Márcio Fernandes

outubro 30, 2008 Posted by | Santos, Sport | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Figueirense recebe o Flu no Orlando Scarpelli

Equipe carioca já foi campeã da Copa do Brasil no estádio catarinense

O Fluminense encara o Figueirense em Florianópolis, no Orlando Scarpelli, na próxima quinta-feira, às 20h30. A partida válida pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro promete fortes emoções às duas equipes que tem o mesmo somatório de pontos na tabela e lutam contra o rebaixamento.

Mesmo fora de casa, o estádio do Figueira traz boas recordações ao Tricolor carioca. Nele, o Fluminense foi campeão da Copa do Brasil em 2007. No entanto, se o clima naquela época era de festa, nesta quinta será de muita luta e entrega dentro de campo.

Se o Fluminense vencer o Figueirense, a equipe tricolor ficará a apenas um ponto de ingressar na zona classificatória para a Copa Sul-Americana de 2009. O técnico René Simões alerta para a importância desta partida que, para ele, vale seis pontos.

– A realidade agora é outra. O Fluminense, no ano passado, foi no Orlando Scarpelli disputar uma final. Agora vai para disputar a vida – analisou René.

O comandante tricolor, pelo menos, pode respirar aliviado no que diz respeito à equipe. O time que vai encarar o Figueira na quinta-feira, será o mesmo que bateu o Palmeiras por 3 a 0 no último domingo, no Maracanã.

Para o Figueirense a pressão também é grande, já que o clube está apenas dois pontos à frente da zona de rebaixamento, ocupando a 15ª posição.

O técnico Mário Sérgio conta com alguns desfalques importantes, como o volante Magal, machucado, e o zagueiro Alex Bruno, suspenso. Em compensação, o meia Cleiton Xavier e o atacante Bruno Santos foram liberados pelo departamento médico e estão à disposição.

No entanto, como os dois estão há duas semanas sem jogar, e Mário Sérgio não divulga a escalação de véspera, pode ser que os dois comecem a partida no banco. Com isso, Ramón e Wellington Amorim seriam titulares.

FICHA TÉCNICA:
FIGUEIRENSE X FLUMINENSE

Estádio: Orlando Scarpelli, Florianópolis (SC)
Data/hora: 30/10/2008 – 20h30 (de Brasília)

Árbitro: Wilson Luiz Seneme(Asp.Fifa-SP)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Marcio Luiz Augusto (SP)

FLUMINENSE: Fernando Henrique, Carlinhos, Thiago Silva, Luiz Alberto e Junior Cesar; Fabinho, Wellington Monteiro, Arouca e Conca; Everton Santos e Washington. Técnico: René Simões.

FIGUEIRENSE: Wilson; Gomes, Asprilla e Bruno Perone; Diogo, William Matheus, Jackson, Cleiton Xavier (Ramón) e Marquinho; Tadeu e Bruno Santos (Wellington Amorim). Técnico Mário Sérgio.

outubro 30, 2008 Posted by | Figueirense, Fluminense | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vasco vai com dois zagueiros contra Furacão

Jorge Luiz pede que o time ataque e que não terá problema com mudança

O técnico do Vasco, Renato Gaúcho, somente libera a escalação do seu time 45 minutos antes dos jogos. Porém, nesta quarta-feira, após o rachão realizado em São Januário, o ‘mistério’ foi desfeito.

Contra o Atlético-PR, quinta-feira, o treinador optou por mudar o esquema de jogo do 3-6-1 para o 4-5-1, retirando um zagueiro da equipe dar mais criatividade ao meio-de-campo.

Eduardo Luiz perdeu a vaga para Leandro Bomfim. Assim, Edmundo é a referência ofensiva do time (Leandro Amaral, lesionado, foi vetado), com Alex Teixeira e Madson se revezando no avanço.

O zagueiro Jorge Luiz, que ‘entregou’ o esquema – na verdade, a opção ficou clara no treinamento de terça-feira -, disse não ver problema em seu setor com a mudança.

– Isso é tranqüilo, não será nada de outro mundo. Apesar de tanto eu quanto o Fernando gostarmos de jogar na esquerda, eu fico na direita, onde já joguei. Espero que o time ataque de maneira incisiva, até pela importância, mas com organização – explicou o defensor.

O Vasco deve entrar em campo nesta quinta com: Rafael, Baiano, Jorge Luiz, Fernando e Valmir; Jonílson, Mateus, Leandro Bomfim, Madson e Alex Teixeira; Edmundo.

outubro 30, 2008 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 Comentário

Vasco: esgotados ingressos de arquibancada

Restam apenas dois mil ingressos; segurança para o jogo será reforçada

A torcida do Vasco está animada para o jogo contra o Atlético-PR, nesta quinta-feira, às 20h30 em São Januário, pelo Campeonato Brasileiro, e esgotou antecipadamente os 17.640 ingressos de arquibancada disponíveis.

Com isso, quem ainda quiser comparecer ao confronto terá que buscar os pouco mais de dois mil ingressos de cadeira restantes (R$50 – inteira – e R$ 25 a quem tem direito à meia-entrada), à venda apenas no local do confronto, das 11h até os 35 minutos do duelo.

A fila de torcedores em São Januário se estendeu durante toda a tarde desta quarta-feira de sol forte no Rio de Janeiro.A carga total para este jogo é de 23 mil ingressos.

A diretoria cruzmaltina pede à torcida que não procure mais por entradas de arquibancada e já trabalha com o reforço da segurança para garantir a entrada tranqüila no estádio nesta quinta e evitar problemas como os ocorridos no dia 4 de outubro, quando pouco mais de 20 mil pessoas foram acompanhar Vasco e Figueirense.

outubro 30, 2008 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vasco deseja manter a sua sede Vasco-Barra

Clube não paga aluguel nem IPTU desde 2006 e está sendo processado

O Vasco sofre um processo desde 2006 do proprietário de sua sede Vasco-Barra, que cobra o pagamento de aluguéis atrasados, mas pretende manter o local como patrimônio.

O clube assumiu o centro de treinamento após o Flamengo, mas desde o referido ano não quita o valor do aluguel – R$80 mil mensais – e busca a redução do valor cobrado pela metade, que era o desembolsado pelo Rubro-Negro.

– Há interesse das partes em manter o contrato. Desde que assumimos a direção (julho de 2008) estamos conversando com o proprietário e buscando um valor intermediário. Já fizemos uma proposta e aguardamos a resposta – explicou o vice-presidente de marketing vascaíno, José Henrique Coelho, à Rádio Manchete.

Além disso, o Vasco não tem recolhido o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). Segundo o dirigente cruzmaltino, porque a quantia foi aumentada substancialmente pela Prefeitura do Rio de Janeiro.

– O atual prefeito aumentou esse valor de R$40 mil para R$500 mil – disse Hosé Henrique Coelho.

O processo, que pode resultar no desepejo do clube do local, está correndo em um fórum da zona oeste do Rio de Janeiro, onde se localiza o terreno.

outubro 30, 2008 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Wagner Diniz afirma: ‘Quero ficar no Vasco’

Jogador diz ainda que está pronto para jogar nesta quinta com Atlético-PR

Apesar de algumas especulações darem conta que o latera-direito Wagner Diniz teria o São Paulo como destino para 2009, já que seu contrato com Vasco se encerra no final deste ano, o próprio jogador procura tranqüilizar a torcida. Para ele, o foco agora é apenas no Gigante da Colina e no Campeonato Brasileiro.

– Quero ficar no no Vasco. Estou focado na competição. Quero cumprir meu contrato e ajudar o Vasco a sair desta situação – revelou Wágner Diniz à Rádio Brasil.

Confiante, ele garante estar 100% fisicamente e que sua condição não será problema caso Renato Gaúcho o escale para o jogo com Atlético Paranaense, nesta quinta-feira, em São Januário:

– Estou em condições de jogar os 90 minutos. Os trabalhos físicos e técnicos me fizeram bem. Estou mais confiante, mas tenho de esperar a oportunidade para atuar. Se for para eu participar do jogo, será bom para mim, pois estou voltando aos poucos e com mais confiança.

Mesmo com a vontade Wagner Diniz, ele não deve ser o titular. Baiano participou do último coletivo da última terça-feira entre os titulares e provavelmente começará a partida.

outubro 30, 2008 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Vasco deve ter terceiro uniforme em 2009

Diretoria e fornecedor de material esportivo negociam renovação

As negociações entre Vasco e Reebok estão adiantadas e um desfecho é aguardado para a semana que vem. Um dos principais pontos de um possível novo contrato é a criação de um terceiro uniforme para 2009. O clube está disposto a inovar para aumentar as vendas e seduzir a empresa de material esportivo a aceitar um reajuste nos valores do patrocínio.

A idéia da diretoria vascaína é trazer de volta o terceiro uniforme, que não é utilizado desde 2005. As cores branca e preta seriam predominantes, mas o desenho seria bastante diferente do normal. O primeiro uniforme seria o tradicional branco com a faixa diagonal preta, enquanto o segundo uniforme seria uma camisa toda preta.

Além disso, a diretoria está confiante de que conseguirá prolongar o contrato até 2011, com valores maiores do que os R$ 75 mil mensais recebidos atualmente.

outubro 30, 2008 Posted by | Vasco da Gama | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Jean: ‘Foi o gol mais bonito da minha carreira’

Volante marcou o primeiro da vitória do Tricolor no Engenhão. Este foi o seu segundo no Brasileirão

Autor do primeiro gol do São Paulo, na vitória por 2 a 1 sobre o Botafogo, o volante Jean confessou que foi o mais bonito de sua carreira. Ao todo, o camisa 38 fez dois gols neste Brasileirão. O primeiro foi contra o Ipatinga, em Minas.

– Não precisei olhar para onde estava o goleiro, ele não ia conseguir se recuperar, só precisei acertar o chute – comentou Jean.

Com o bom resultado no Engenhão, o São Paulo chegou aos 59 pontos e colou com o Grêmio na liderança.O atacante Dagoberto valorizou muito a vitória do time paulista.

– É uma vitoria de um time que tem o objetivo de ser campeão. Vencemos uma grande equipe e isso valorizou muito mais o resultado – comentou o camisa 25 na saída do gramado.

outubro 30, 2008 Posted by | São Paulo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Márcio ainda não definiu os substitutos no Peixe

Técnico santista terá um quebra-cabeça para montar no Recife

Em meio a duas suspensões e três contusões, a escalação do Santos para a partida desta quinta-feira, no Recife, contra o Sport, tornou-se um quebra-cabeça. Adaílton parece ser o único garantido como substituto de Fabiano Eller. No meio, a espinha dorsal da equipe, os três volantes titulares, Roberto Brum, Rodrigo Souto e Bida não reúnem condições.

Os volantes Adriano e Wendel são os mais cotados para assumirem as duas vagas, a outra deve acabar sendo utilizada por um outro meia. Este seria Michael.

Até o reserva do atacante Cuevas ainda não está garantido. Márcio Fernandes pretende dar seqüência de jogo a Robinho, mas também pensa em colocar Lima. Para quem imagina que as dúvidas acabaram, Fernandes ainda comentou, antes do embarque para o Recife, na terça, que não definiu as funções de Pará e Wendel.

– Ambos são capazes de ajudar o time na lateral-direita ou no meio ainda não decidi como vou escalá-los – diz Fernandes.

outubro 30, 2008 Posted by | Santos | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Equipe do Santos tem prova de fogo na Ilha do Tesouro

Santos pode ser o único paulista no ano a vencer na “La Bombonilha”

Os primeiros passos para Márcio Fernandes seguir no comando do Santos em 2009 já foram dados. E o mais largo pode acontecer nesta quinta-feira, às 20h30, diante do Sport, na Ilha do Retiro. Opositores à sua manutenção contestam o fato de o técnico não ter enfrentado grandes desafios. Que tal, então, ser obrigado a escalar um time cheio de reservas para enfrentar um adversário invicto em casa contra paulistas neste ano.

Os problemas para Fernandes começaram com a suspensão de Fabiano Eller e Bida. No decorrer da semana, ele ainda perdeu Roberto Brum, Cuevas e Rodrigo Souto, o melhor santista em campo na última partida contra o Figueirense, que sentiram dores musculares, e foram preservados para o clássico contra o Palmeiras, domingo, na Vila Belmiro.

As dificuldades na escalação só não são maiores do que a pressão do “La Bombonilha”, nome dado ao campo do Sport, pelos torcedores do clube, em alusão ao famoso estádio do Boca Juniors, La Bombonera.

Por lá, já sofreram nesta temporada, Palmeiras, duas vezes, Corinthians, Portuguesa e São Paulo, única destas equipes que não perdeu, empatou sem gols no dia 21 de setembro, em duelo válido pelo Brasileiro.

– Tive a oportunidade de ver jogos do Sport na Ilha (do Retiro) neste ano. É uma equipe bem treinada, com jogadores decisivos, e sabe atuar com a pressão de seu estádio. Prova disso é que muitos times de peso perderam lá neste ano. É um dos testes mais difíceis do Santos no campeonato – diz o treinador.

Até aqui, a campanha no segundo turno é excelente. São 22 pontos conquistados, em 12 jogos disputados. O que faz a equipe ser uma das postulantes ao título do Troféu João Saldanha, oferecido pelo LANCE!, ao campeão do returno do Brasileirão.

Vitória no duelo deixa o Santos praticamente garantido na Série A em 2009, e bem perto de conquistar uma vaga para a Sul-Americana. Porém, mais importante do que esses fatos, ela serve também para enriquecer o currículo de Márcio Fernandes.

Assim ele terá um diferencial em relação a Vanderlei Luxemburgo, Muricy Ramalho e Mano Menezes. Nenhum deles conseguiu sair da Ilha do Retiro com uma vitória, nesta temporada.

outubro 30, 2008 Posted by | Santos | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Motivado, Palmeiras mira confrontos-chave

Na próxima rodada, time vai à Santos. Vitória para motivar contra o Grêmio

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras tem clássico difícil contra o Santos, na Vila Belmiro. Motivado pela vitória contra o Goiás, no Palestra Itália, o Verdão vai confiante para o jogo.

– Não acho que noso time é favorito contra o Santos. Eles têm o artilheiro do campeonato, o Kléber que é de Seleção…É um clássico importante. Espero que possamos ganhar porque se ganharmos do Grêmio lá na frente podemos assumir a liderança – disse.

Para o técnico Vanderlei Luxemburgo, a partida contra o Grêmio, em casa, também vai ser de extrema importância para as pretensões da equipe no Campeonato Brasileiro.

– Esse jogo é o que vai ser chave para mim, temos Flamengo, Santos e Vitória fora. Quem conseguir vencer fora vai ser a chave da competição. Quem conseguir manter o percentual fora de casa vai levar vantagem – disse o treinador.

outubro 30, 2008 Posted by | Palmeiras | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Luxa exalta vitória e prevê Brasileiro aberto

Treinador exalta vitória no Palestra. Para ele, campeonato segue em aberto

As medidas tomadas por Vanderlei Luxemburgo para cessar as polêmicas ocasionadas no último sábado com as declarações de Marcos foram fundamentais para a vitória contra o Goiás. O time venceu e o discurso na saída de campo foi de que o Palmeiras segue vivo na briga pelo título.

– O campeonato está em aberto. O fator casa tem sido predominante. Por isso aproveitamos hoje e ganhamos. quem ganhar fora vai tem que ter competência e mérito – disse.

Sobre sua atuação na polêmica que se envolveu o clube na última semana, Luxemburgo disse que fez o certo ao tranquilizar e time.

– Sempre trabalhei o futebol sem deixar de trabalhar em cima de fatos que acontecem. O desconforto no jogo de hoje se deu muito por conta do que aconteceu durante a semana do que pelo jogo – comentou.

– Você não tem mais equipe para dar espetáculo. Não tem mais grande jogador. O jogo é de meio a zero, meio feinho mesmo – brincou.

outubro 30, 2008 Posted by | Palmeiras | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Elenco rebate crise e mira jogo na baixada

Elenco rebate crise e mira confronto contra o Santos, na Vila Belmiro

Na saída de campo, no Palestra Itália, após a vitória do Verdão sobre o Goiás, por 1 a 0, alguns jogadores do Palmeiras fizeram questão de vir à imprensa e falar que os tempos de turbulência estão encerrados. A vitória trouxe outro ânimo para o time.

– Foi uma vitória sofrida que com certeza vai nos ajudar bastante. Amanhã já vão falar que o Palmeiras está na briga pelo título. Criaram uma criste que aqui não existe – desabafou o lateral-esquerdo Leandro.

Destaque do time no ataque, o camisa 30 Kléber também negou que exista crise no clube e, de qualquer maneira, tratou de afastar qualquer disconfiança sobre o trabalho do time no Campeonato Brasileiro.

– Essa vitória foi importantissima. Perdemos para o Fluminense e a imprensa e os torcedores acharam que estávamos em crise. Nós provamos que estamos no campeonato e agora é pensar no Santos – explicou.

No domingo, o Palmeiras vai à Santos enfrentar o Peixe no clássico paulista da rodada.

outubro 30, 2008 Posted by | Palmeiras | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Flu pode atingir marca inédita contra Figueira

Se vencer, Tricolor alcançará sexta partida sem perder no Campeonato Brasileiro

A partida desta quinta-feira, às 20h30, contra o Figueirense, pode ser um marco para o Fluminense neste Campeonato Brasileiro. Caso não seja derrotado em Florianópolis, o Tricolor alcançará sua maior seqüência invicta na competição – seis jogos – e comprovará que está subindo de produção em um momento crucial do campeonato.

O Tricolor até já havia conseguido ficar cinco jogos sem perder neste Campeonato Brasileiro. A seqüência foi obtida exatamente nas primeiras partidas do Fluminense sob o comando do técnico Cuca: vitórias sobre Atlético Mineiro e Náutico, e empates com Sport, Flamengo e Grêmio.

A seqüência atual começou ainda na gestão Cuca, quando o Fluminense empatou em 1 a 1 com o Botafogo, no Engenhão. Na partida seguinte, contra o Goiás, o Tricolor obteve uma nova igualdade e pelo mesmo placar. Aquele confronto no Maracanã contra os goianos marcou a despedida do técnico do comando da equipe.

René Simões assumiu e, já em sua estréia, veio a primeira vitória: 3 a 1 sobre o Atlético Paranaense, em Curitiba. Depois, o Fluminense esteve perto de um novo triunfo, mas ficou no 2 a 2 com o Vitória, também fora de casa. No Maracanã, contra o Palmeiras, o Tricolor voltou a conquistar três pontos ao fazer 3 a 0.

O goleiro Fernando Henrique gostou de saber que o Fluminense pode chegar a seis jogos sem derrota neste Campeonato Brasileiro e afirmou que a marca atestaria a subida de produção da equipe na competição. E, de acordo com o jogador, apesar da atual posição na tabela de classificação, o Tricolor não está fazendo contas.

– Isso que faz o time crescer. Um resultado positivo sobre o Figueirense em Santa Catarina levará o time a sua maior invencibilidade e comprovará nossa ascensão no campeonato. Mas, no fundo, não estamos pensado em porcentagens e chances de rebaixamento. Nossa matemática é bola na rede – disse o camisa 1 tricolor.

outubro 30, 2008 Posted by | Fluminense | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Fluminense x Vasco: ingressos à venda para o clássico

Carga total de ingressos do Maracanã foi disponibilizada para as torcidas

O clássico entre Fluminense e Vasco será realizado no próximo domingo, às 19h10, no Maracanã. A partida será válida pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro e os ingressos já começaram a ser vendidos nesta terça-feira.

A carga total de ingressos foi disponibilizada: ao todo são 68 mil ingressos para o jogo e as torcidas prometem lotar o estádio no feriado do Dia de Finados.

Confira os locais e horários de venda:

De 9h às 17h: Sede do Fluminense (Laranjeiras), Sede do Flamengo (Gávea), Sede do São Cristóvão Futebol Clube, Terra Encantada (Barra da Tijuca) e na bilheteria 8 do Maracanã.
Obs.: Na sexta-feira e no sábado, a venda de ingressos na Terra Encantada será no horário das 9h às 13h.

Venda pela internet: através do site da empresa Ingresso Fácil

Venda no dia do jogo: no Maracanã das 14h às 20h.

Confira os preços:

Cadeira Especial: R$ 120
Arquibancadas: R$ 30
Cadeira Comum: R$ 20
Obs.: o limite de venda de ingressos por torcedor é de três unidades e para comprar a meia-entrada é necessária a apresentação das carteiras de estudante e identidade.

outubro 30, 2008 Posted by | Fluminense, Vasco da Gama | | Deixe um comentário

Empate com sabor amargo no Barradão

Vitória e Flamengo perderam inúmeros gols nesta quarta-feira

No empate em 0 a 0 entre Vitória e Flamengo, quarta-feira, no Barradão, o sentimendo de frustração definiu bem o que foi a partida. As equipes tiveram várias oportunidades mas não conseguiram tirar o zero do placar.

O apoiador Ricardinho, que entrou no segundo tempo, lamentou a falta de pontaria.

– Na hora de finalizarmos, nos precitipamos, chutando de qualquer jeito. Esperávamos a vitória mas ela não aconteceu – disse o jogador do Vitória.

outubro 30, 2008 Posted by | Flamengo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário