Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Animado, Fogão encara América de Cáli no Engenhão

Ney Franco manda força máxima a campo e fala em atropelar o rival para inverter vantagem e seguir na competição

A fase já não é a das mais positivas. Mas nada melhor do que superar o momento adverso com uma classificação na Copa Sul-Americana, competição que o técnico Ney Franco e os jogadores prezam tanto. Por isso, o Botafogo encara o América de Cáli, nesta quarta, às 22h, no Engenhão, com o intuito de “atropelar” o adversário, como bem definiu o comandante.

Para o jogo decisivo, além de tudo, Ney terá força máxima. A única alteração em relação aos 11 titulares que entraram em campo na Colômbia é a promoção de Alessandro na lateral direita, já que Thiaguinho parece barrado de vez. Ninguém em General Severiano, aliás, cogita se poupar ou sequer deixar escapar a vaga para a fase seguinte, na qual necessariamente enfrentará um rival argentino (Arsenal de Sarandí ou Estudiantes).

– Temos de ganhar de qualquer jeito, atropelar, abafá-los sempre. Mas é preciso organização. Temos de encontrar o equilíbrio, não expor a defesa e manter o poder ofensivo que temos na Sul-Americana, com oito gols em três jogos – disse Ney Franco.

Os alvinegros esperam que o abafa também tenha eco nas arquibancadas do Engenhão, já que a diretoria reduziu os ingressos de quase todos os setores para R$ 5 (meia-entrada R$ 2) – à exceção do ala oeste, que é Vip, e tem sido comercializada por R$ 22. A expectativa, com isso, é de que 20 mil vozes empurrem o Botafogo.

Embora esteja na nona posição no Campeonato Colombiano, o América de Cáli, além da tradição, vem de três vitórias consecutivas (duas na competição nacional e a sobre o Fogão quarta passada), entre elas uma goleada em cima do Deportivo Cáli, por 4 a 1, principal rival.

Essa motivação, aliado ao pagamento de parte dos salários atrasados que o clube devia aos jogadores, é o trunfo do técnico Diego Umaña para que sua equipe saia classificada do Rio de Janeiro.

Os 11 titulares deverão ser os mesmos da partida de ida. Destaque para o meia-atacante Ramos, que com um gol aos 27 do segundo tempo, se tornou o algoz alvinegro na primeira derrota em solo colombiano na história em competições oficiais. Além dele, o América conta com o goleiro Berbia, com passagens pela seleção, e que, se passar os 90 minutos invicto, assegura a vaga.
FICHA TÉCNICA:


BOTAFOGO X AMÉRICA DE CÁLI

Estádio: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 01/10/2008 – 22h (de Brasília)
Árbitro: Carlos Chandía (CHI)
Auxiliares: Lorenzo Acuña (CHI) e Sergio Román (CHI)

BOTAFOGO: Castillo, Alessandro, Renato Silva, Andre Luis e Triguinho; Diguinho, Túlio, Lucio Flavio e Carlos Alberto; Jorge Henrique e Wellington Paulista – Técnico: Ney Franco

AMÉRICA DE CÁLI: Berbia; Vélez, Valdés, Tavima e Armero; Paulo César Arango, Valencia, Córdoba e Cortes; Parra e Adrián Ramos – Técnico: Diego Umaña

outubro 1, 2008 - Posted by | Botafogo | , , ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s