Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Na estreia de Carpegiani, São Paulo encara o Vitória

Treinador tem uma série de problemas em seu primeiro jogo, que acontecerá na Arena Barueri

LANCEPRESS!

O jogo contra o Vitória nesta quarta-feira, às 22h, na Arena Barueri, marca o início de Uma nova era no São Paulo. Paulo César Carpegiani fará sua estreia como treinador da equipe e tem a missão de reencontrar o caminho das vitórias, que não aparecem há três partidas.

- É um excelente treinador, já colocou a maneira de jogar e queremos assimilar rapidamente. Queremos aplicar tudo em campo o mais rápido possível – elogiou o volante Rodrigo Souto.

E, logo em seu primeiro compromisso, Carpegiani tem nove desfalques para armar o time. Além de Richarlyson e Ricardo Oliveira, suspensos, ele ainda tem sete jogadores no departamento médico. Wellington e Junior Cesar se recuperam de operação. Fernandão (lesão na panturrilha esquerda), Ilsinho (lesão no tornozelo esquerdo), Cleber Santana (lesão no tornozelo esquerdo), Jorge Wagner (fratura na mão esquerda) e Xandão (lesão no adutor da coxa esquerda) ficaram em tratamento.

Devido ao grande número de problemas, o treinador colocará em campo um trio muito veloz na frente: Lucas, Dagoberto e Fernandinho. Eles ainda podem ter a companhia de Marlos, que disputa uma vaga com Carlinhos Paraíba. Este último foi o titular no coletivo de terça-feira.

Com Ricardo Silva mantido no cargo após a goleada por 3 a 0 para o Grêmio – a terceira consecutiva -, o Vitória vem a São Paulo, tentando se distanciar de vez da zona de rebaixamento.

Como prometido após a última derrota, o treinador promoverá mudanças na equipe. No treino desta terça-feira, Ramon e Júnior foram barrados por Renato Ribeiro e Kleber Pereira, respectivamente.

Quem volta à equipe é o lateral-direito Eduardo, que cumpriu suspensão pelo terceiro cartão amarelo, e o meia Renato. Os desfalques ficam por contra do volante Ricardo Conceição, e do meia Elkeson, suspensos, e do atacante Henrique, que não pode enfrentar o São Paulo, seu clube de origem. Nos lugar dos suspensos entram Uelliton e Thiago Humberto.

A partida acontecerá na Arena Barueri porque o Morumbi, casa do Tricolor, foi alugado para receber o show da banda Bon Jovi.

FICHA TÉCNICA:
SÃO PAULO X VITÓRIA

Estádio: Arena Barueri, Barueri (SP)
Data/hora: 6/10/2010 – 22h (de Brasília)
Árbitro: Claudio Mercante (PE)
Auxiliares: Jossemmar Diniz Moutinho (PE) e Jose Pedro da Silva (PE)

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Jean, Alex Silva, Miranda e Diogo; Casemiro, Rodrigo Souto, Carlinhos e Lucas; Dagoberto e Fernandinho. Técnico: Paulo César Carpegiani.

VITÓRIA: Lee, Eduardo, Wallace, Thiago Martinelli e Egidio; Vanderson, Uelliton, Bida, Thiago Humberto e Renato; Kleber Pereira. Técnico: Ricardo Silva.

outubro 5, 2010 Publicado por | São Paulo, Vitória | , , | Deixe um comentário

Legião baiana do São Paulo quer desencantar

Contra times da Bahia, os jogadores do estado não costumam fazer gols

O São Paulo conta com uma legião de baianos no elenco. Atualmente são seis: Fabiano, Aislan, Júnior, Zé Luis, Jorge Wagner e Borges. Porém, quando enfrentam os clubes conterrâneos, os integrantes da legião baiana do Tricolor não costumam dar sorte.

Desde que o Brasileirão passou a ser por pontos corridos, em 2003, o Sampa já enfrentou adversários do estado por sete vezes. E em nenhuma delas um são-paulino nascido na Bahia marcou. Contra o Vitória, nesta quinta-feira, às 20h30 (de Brasília), é a chance de desencantar.

Em 2003, o Sampa enfrentou Vitória e Bahia. Venceu as duas partidas contra o rubro-negro, mas teve gols marcados por paulistas (Fabiano, Diego Tardelli e Fábio Simplício), alagoano (Souza) e pernambucano (Rico). Contra o Bahia, o carioca Reinaldo marcou os dois gols do empate em 2 a 2.

Em 2004, contra o Vitória, os baianos mais uma vez passaram em branco. Nestes anos, porém, o Tricolor contava com menos filhos da Bahia no elenco: o zagueiro Fabão era o único titular. Em 2008, no primeiro turno, o São Paulo venceu por 3 a 1 graças ao carioca Hugo, o paranaense Dagoberto e o mineiro Éder Luis.

O técnico Muricy Ramalho já declarou este ano que gosta de ter jogadores baianos no elenco:

- Eles são bastante alegres e levantam a moral do elenco. A baianada está sempre pronta.

Nesta quinta-feira, apenas Zé Luis e Jorge Wagner devem ser titulares. Se eles estiverem prontos também para fazer gols, melhor para o São Paulo, que poderá chegar à vice-liderança do Brasileirão com uma vitória.

Confira abaixo todos os jogos contra clubes baianos na era dos pontos corridos:

Data Jogo Gols do São Paulo
7/6/2003 São Paulo 2 x 2 Bahia Reinaldo (Rio de Janeiro, 2)
20/7/2003 Vitória 0 x 2 São Paulo Fabiano (São Paulo) e Rico (Pernambuco)
8/10/2003 Bahia 3 x 0 São Paulo -
23/11/2003 São Paulo 3 x 1 Vitória Diego Tardelli e Fábio Simplício (São Paulo); Souza (Alagoas)
5/8/2004 São Paulo 2 x 1 Vitória Luís Fabiano (São Paulo, 2)
5/12/2004 Vitória 1 x 4 São Paulo Diego Tardelli (2), Grafite e Fábio Santos (todos de São Paulo)
16/7/2008 Vitória 1 x 3 Sâo Paulo Hugo (São Paulo), Dagoberto (Paraná) e Éder Luis (Minas Gerais)

outubro 23, 2008 Publicado por | São Paulo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Éder Luis e André Lima: quem entra no ataque?

Muricy ainda não definiu a equipe que entratrá em campo nesta quinta à noite, contra o Vitória, no Morumbi

Éder Luis ou André Lima? André Lima ou Éder Luis? Um dos dois vai ser o parceiro de Dagoberto no ataque são-paulino na partida desta quinta-feira à noite, no Morumbi, contra o Vitória, às 20h30. Muricy Ramalho não confirmou a equipe, mas garantiu na última terça que não vai deixar Dagol isolado na frente, como fez domingo após a expulsão de Borges no clássico. Ou como fez com o camisa 17 na vitória por 3 a 1 sobre o Ipatinga, em Minas.

– Jogo em casa, né! – diz Muricy.

O certo é que as duas opções do treinador não vivem um bom momento. Ambos chegaram com status de solução para o ataque, mas ainda não vingaram no Morumbi. Éder Luis chegou há mais tempo, em março, depois que o prazo de inscrições no Paulistão já havia terminado. Não foi bem na Libertadores e, no Brasileirão, vive momento instável.

Viveu seu ápice justamente nos jogos contra Palmeiras e Vitória no primeiro turno, quando marcou nos dois jogos. Em Salvador, inclusive, fez um golaço, arrancando do meio. Depois, não teve uma seqüência de jogos e estava esquecido na reserva.

Por causa deste mau momento que vive, André Lima aparece como principal opção. Ele é o mais cotado para substituir Borges, pois não mudaria a característica no ataque. No entanto, o que pesa contra o jogador é a falta de vontade demonstrada nas últimas vezes que iniciou um duelo.

– O André Lima é mais parecido com o Borges. Porém, cabe ao técnico fazer esta escolha – comentou Dagoberto ontem sobre o seu parceiro.

O melhor momento de André Lima foi em sua estréia, quando marcou dois gols. Depois, aos poucos, foi perdendo espaço. Tem entrado menos nos jogos. No domingo, por exemplo, ficou só no banco. Diretoria e Muricy esperam mais dele.

Éder Luis não vai continuar

Éder Luis curte seus últimos momentos no Tricolor. Isso porque ele não vai continuar em 2009. Como chegou este ano do Atlético-MG, por empréstimo até o fim do Brasileiro, o vínculo está acabando. E não será renovado, segundo Luciano Brustolini, empresário de Éder.

– O Éder Luís voltará ao Atlético. Antes de ir para o São Paulo, renovou com o Galo e se reapresentará normalmente em 2009 – assegurou ontem o empresário do atleta.

A diretoria tricolor também não vai se esforçar para mantê-lo. Ele tem contrato com o Galo até 2013 e a multa rescisória pertence ao clube mineiro e ao Grupo Bretas, rede de supermercados em Minas.

outubro 23, 2008 Publicado por | São Paulo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

São Paulo quer ‘cesta’ contra o Vitória

Tricolor encara baianos tentando reduzir diferença para o Grêmio. A diferença para os gaúchos é de apenas três pontos

Quando o São Paulo parecia entregue no Brasileiro deste ano, o treinador Muricy Ramalho comparou inúmeras vezes o campeonato a um jogo de basquete, esporte onde as grandes diferenças de pontos são tiradas ao longo da partida. O discurso motivador do técnico surtiu efeito e hoje o clube, que já esteve há 11 pontos do líder Grêmio, está na quarta posição, com 53 pontos e a apenas 3 do topo da tabela.

Se é no espírito do basquete que o tricolor quer seguir tirando a diferença do líder, vale dizer que apenas uma cesta de três pontos no Morumbi, nesta quinta-feira, às 20h30 (de Brasília), contra o Vitória, manterá o time na briga pela ponta. O retrospecto favorece os donos da casa, que jamais cederam pontos ao rubro-negro baiano na era dos pontos corridos (cinco vitórias em cinco confrontos) e estão invictos há 10 jogos na competição.

Apesar do excelente momento, o Sampa vem demonstrando dificuldades quando joga dentro de casa contra times que vêm fechados na defesa. Portanto, a ordem é manter a calma, atacar em velocidade para encontrar os espaços na defesa baiana e conquistar os três pontos preciosos que garantirão a perseguição aos líderes.

O São Paulo não poderá contar com o atacante Borges, suspenso e o ala Joilson, machucado. A tendência é que André Lima e Zé Luis sejam os substitutos, mas Éder Luis pode surpreender e ficar com a vaga no ataque. Os jogadores contam com o apoio da torcida para encurralar o Vitória e conquistar mais um importante triunfo na competição.

Já o Vitória, desembarcou, na tarde desta quarta-feira, às 16h, na capital paulista, para enfrentar, na próxima quinta-feira, no Morumbi, o quarto colocado na tabela do Brasileirão, São Paulo. Antes de embarcar, a equipe baiana ainda realizou um agitado treino no Barradão, com direito a discussão entre o Assessor de Imprensa do Vitória, Roque Mendes, e um repórter da TV Bahia, Eduardo Oliveira. Após o trabalho, o técnico rubro-negro, Vágner Mancini, disse que ainda não definiu quem entra no time titular.

A grande dúvida do treinador está na zaga, pois ele ainda não decidiu se entrará em campo com dois ou três beques. Se resolver optar por sair jogando com dois, o que é bem provável, Mancini montará o sistema defensivo com Marco Aurélio, Anderson Martins, Leonardo Silva e Marcelo Cordeiro. Caso resolva retrancar mais o time, Marco Aurélio deverá ceder a vaga a Thiago Gomes.

Para a partida, Mancini não poderá contar com três jogadores: Leandro Domingues, que está com uma lesão no adutor da coxa, Renan e Rafael, que estão suspensos. Em compensação, o treinador contará com os retornos de Anderson Martins, Vanderson e Marco Aurélio.

Desentendimento

A agitação do treino desta manhã ficou por conta de um desentendimento entre o Assessor de Imprensa do Vitória, Roque Mendes, e um repórter da TV Bahia, retransmissora da Globo, Eduardo Oliveira. Eles discutiram porque o repórter se aproximou do vestiário onde estavam os jogadores rubro-negros e não obedeceu a ordem do assessor, que mandou o jornalista se retirar do local. Após a confusão, comissão técnica e atletas ficaram cerca de 30 minutos com a porta do vestiário fechada, reunidos, e saíram sem dar entrevista.

FICHA TÉCNICA:
SÃO PAULO X VITÓRIA

Estádio: Morumbi, São Paulo (SP)
Data/hora: 23/10/2008 – 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Héber Roberto Lopes (Fifa-PR)
Auxiliares: Aparecido Donizetti Santana (PR) e José Carlos Dias Passos (PR)

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Rodrigo, Miranda e André Dias; Zé Luis, Jean, Hernanes Hugo e Jorge Wagner; Dagoberto e André Lima (Éder Luis). Técnico: Muricy Ramalho

VITÓRIA: Viáfara; Marco Aurélio, Anderson Martins, Leonardo Silva e Marcelo Cordeiro; Wallace, Vanderson, Jackson e Willans; Marquinhos e Robert. Técnico: Vágner Mancini.

outubro 23, 2008 Publicado por | São Paulo, Vitória | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Atacante Dagoberto faz críticas ao STJD

Para são-paulino, o que acontece no jogo deveria ficar apenas no gramado

O atacante Dagoberto foi o jogador são-paulino mais caçado pelos zagueiros do Palmeiras no Choque-Rei, que terminou empatado em 2 a 2, no último domingo. E assim tem sido na maioria das partidas deste Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira, após o último treino para a partida contra o Vitória, o camisa 25 do Tricolor resolveu desabafar:

- Hoje em dia as coisas não são como antes. Já fui três vezes ao tribunal neste campeonato e até hoje não entendi o porque. Tem muitos interesses em jogo, e pessoas que querem aparecer às custas dos jogadores.

Dagoberto ainda critica o principal método de denuncia dos Promotores do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva): o vídeo tape. Para o camisa 25, as questões relacionadas ao jogo devem se resumir ao que acontece em campo.

- Acho que quem decide é o árbitro. Se ele deu cartão amarelo ou vermelho, ou deixou de dar uma falta, é responsabilidade dele. O tribunal não que ficar querendo aparecer depois do jogo. Daqui a pouco teremos 22 jogadores denunciados por partida – criticou Dagoberto, que fez questão de se defender da fama de cai-cai:

- Procuro fazer meu papel e me manter nas jogadas, mas tem uma hora que não dá para ficar de pé. tenho meu modo de jogar e não vou mudar isso.

outubro 22, 2008 Publicado por | São Paulo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

SÃO PAULO X FLUMINENSE AO VIVO

Acesse:

 

LEIA NOTÍCIAS E ASSISTA JOGOS AO VIVO DO SÃO PAULO

CLIQUE NA IMAGEM E VEJA AO VIVO O JOGO DO TRICOLOR PAULISTA

setembro 18, 2008 Publicado por | São Paulo | , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 175 Comentários