Portal Futebol

Tudo sobre o futebol Brasileiro e Internacional

Avaí arranca empate em BH e não deixa o Atlético-MG chegar ao G-4

Galo abre 2 a 0 no início do segundo tempo, mas permite o empate. Alviceleste completa 10 jogos de invencibilidade

William do Avaí, disputa a bola com o zagueiro Werley, do Atlético-MG

A boa fase do Avaí não é por acaso. Nesta quinta-feira, contra o Atlético-MG, no Mineirão, pela 20ª rodada, o time do técnico Silas demonstrou que está realmente disposto a se manter na parte de cima da tabela com enorme persistência. Depois de sofrer dois gols no início do segundo tempo, buscou o empate e conquistou um bom resultado em Belo Horizonte. Eder Luis e Marcos Rocha marcaram para os mineiros, enquanto Eltinho e Odair responderam. Com o resultado, a equipe de Celso Roth chega a 33 pontos, não volta ao G-4 e está na quinta posição do Brasileiro. O grupo de Silas chega a dez partidas de invencibilidade e continua bem colocado: 31 pontos, em oitavo.

Os dois times voltam a jogar no próximo domingo. O Galo visita o Grêmio, no Olímpico, às 16h, enquanto o Leão recebe o Flamengo, na Ressacada, às 18h30m.

Apesar de sonolento, Galo consegue assustar

Para o Atlético-MG, jogar em casa significa ter atitude, independentemente de quem seja o adversário. E o fato de estar há dois jogos sem vencer no Nacional deixou a fome do Galo ainda maior. Portanto, postura ofensiva e marcação adiantada contra o Avaí. Mas visitante que se preza tem de ser inteligente. A ordem do técnico Silas era esperar o oponente na defesa e sair em velocidade. E foi realmente bem rápido. No primeiro minuto de jogo, Werley cortou mal um cruzamento e quase traiu o goleiro Edson, que teve de se esticar para fazer a defesa. Susto pequeno, mas que gerou reação imediata dos mineiros. Aos quatro, o lateral-direito Marcos Rocha soltou uma bomba da entrada da área, e Eduardo Martini defendeu (assista ao vídeo acima). O goleirão por pouco não complicou as coisas, aos sete. Tchô cobrou falta com perigo, ele soltou nos pés do estreante Rentería, mas se recuperou para abafar o chute do colombiano no rebote.

Bem fechados e com uma marcação correta, os catarinenses se mantiveram firmes na proposta defensiva. Tanto que o Atlético teve de criar alternativas. Depois de quinze minutos com Rentería aberto pela direita, e Eder Luis na esquerda, os mineiros escolheram os chutes de longe. Só Eder tentou três vezes seguidas, com pouco sucesso. O volante Carlos Alberto foi pior ainda ao arriscar.

Apesar da vontade, alguns jogadores do Galo demonstravam sonolência, casos de Renan Oliveira e Tchô, responsáveis pela armação das jogadas. Gelado, o Avaí claramente deixava o tempo correr. A monotonia só foi interrompida por um lampejo de Rentería. O substituto de Diego Tardelli, suspenso, apresentou mais do que boa movimentação. Aos 31, um chute rasteiro obrigou Eduardo Martini a mostrar que estava atento. Mais solto em campo, o atacante colombiano também provou que sabe servir. Com um bonito passe, deixou Eder Luis muito na cara do gol, só que Martini estava lá como uma parede. O placar de 0 a 0 combinou bem com o futebol do primeiro tempo.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 2×2 AVAÍ

ESTÁDIO: Mineirão, Belo Horizonte (MG)

DATA E HORA: 20/8/2009 – 21h (de Brasília)

ÁRBITRO: Héber Roberto Lopes-PR (FIFA)

AUXILIARES: Erich Bandeira-PE (FIFA) e Bruno Boschilia-PR

RENDA E PÚBLICO: R$ 234.604,00 – 18.567

CARTÕES AMARELOS: Jonílson, Welton Felipe, Carlos Alberto (AMG); Muriqui (AVA)

GOLS: Éder Luís (1-0), aos 2′/2ºT; Marcos Rocha (2-0), aos 6′/2ºT; Eltinho (2-1), aos 18′/2ºT; Odair (2-2), aos 45′/2ºT

ATLÉTICO-MG: Edson, Marcos Rocha (Paulinho, 26′/2ºT) , Welton Felipe, Werley e Thiago Feltri; Jonilson, Carlos Alberto, Tchô (Júnior, 26′/2ºT) e Renan Oliveira; Éder Luís e Rentería (Wellinton Saci, 32′/2ºT)

Técnico: Celso Roth

AVAÍ: Eduardo Martini; Rafael, Emerson e Augusto (Fabinho Capixaba, 17′/2ºT); Luís Ricardo (Odair, 27′/2ºT), Léo Gago, Marcus Winicius, Marquinhos, Muriqui e Eltinho; William (Roberto, 41′/2ºT)

Técnico: Silas

agosto 21, 2009 Posted by | Atlético-MG, Avaí | , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Atlético-MG recebe Avaí e quer reencontrar vitórias

Caterinenses e mineiros lutam pelo G-4 do Brasileiro

Galo e Avaí se enfrentam nesta quinta, no Mineirão (Crédito: Allex Ximenes)

Galo e Avaí se enfrentam nesta quinta, no Mineirão

LANCEPRESS!

Em busca de voltar ao G-4, o Atlético-MG recebe o Avaí nesta quinta-feira, às 21h, no Mineirão, com transmissão em tempo real pelo LANCENET!. O Galo vem de duas partidas sem derrotas e saiu do G-4 após brigar pela ponta com o Palmeiras. Já os catarinenses vivem grande fase no Brasileiro e querem seguir na parte de cima da tabela de classificação.

Para tentar reencontrar o caminho das vitórias, o técnico Celso Roth terá novamente de buscar novas soluções para o time. O treinador não poderá contar com os titulares Márcio Araújo e Aranha e ainda sofre com a ausência de Bruno, Serginho, Diego Tardelli e Renan.

Sem contar com Aranha e Bruno para o gol, o Atlético-MG recorre a Edson para segurar as pontas da meta alvinegra. Após ficar como terceiro goleiro do time, o camisa 20 volta aos gramados e quer agarrar a nova chance.

- Na verdade, se você conseguir tudo fácil na vida as coisas vão embora facilmemte. A gente tem de aprender a dar a volta por cima. Eu tomei muita porrada aqui no Atlético e agora já chega. Está na hora de conseguir colher bons frutos aqui no Atlético e dar a volta por cima – disse Edson.

Após uma arrancada impressionante, o Avaí tenta manter o bom nível conseguido no fim do primeiro turno. Apesar da expectativa, os jogadores sabem que a dificuldade aumentará na segunda metade da competição. Segundo o zagueiro Emerson, será preciso muita vontade para suportar o grande número de desafios.

- O segundo turno vai ser muito mais difícil, a gente sabe que vai ser muito mais pegado e sabemos que temos de entrar com muito mais garra, determinação, tranquilidade, com toda a atenção. Contra o Atlético será um jogo muito difícil porque sabemos que a equipe é muito forte – afirmou Emerson.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO X AVAÍ

Estádio: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data/hora: 20/8/2009 – 21h (de Brasília)
Árbitro: Héber Roberto Lopes-PR (FIFA) Auxiliares: Erich Bandeira-PE (FIFA) e Bruno Boschilia-PR

ATLÉTICO-MG: Edson, Marcos Rocha, Welton Felipe, Werley e Thiago Feltri; Jonilson, Carlos Alberto, Tchô e Renan Oliveira; Éder Luís e Rentería. Técnico: Celso Roth

AVAÍ: Eduardo Martini; Rafael, Emerson e Augusto; Luís Ricardo, Léo Gago, Marcus Vinicius, Marquinhos e Eltinho; Muriqui e William. Técnico: Silas

agosto 20, 2009 Posted by | Atlético-MG, Avaí | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Com chances de enfrentar o Palmeiras, Alex Bruno torce pelo esquema 3-5-2

Se Celso Roth optar pela formação com três zagueiroa, ele vai ser titular

Ampliar Foto Bruno Cantini/Site Oficial do Atlético-MG Bruno Cantini/Site Oficial do Atlético-MG

Alex Bruno treina na Cidade do Galo

O treino da tarde desta terça-feira vai ser de definição do time do Atlético-MG que enfrentará o Palmeiras, nesta quarta, no Mineirão, pela 18ª rodada do Brasileiro. Na Cidade do Galo, em Vespasiano, o técnico Celso Roth comanda a última atividade antes do confronto. Se o treinador confirmar o esquema testado nesta segunda, o 3-5-2 volta a ser utilizado. Assim, Alex Bruno vai se juntar a Welton Felipe e Werley na zaga.

Da última vez que os três zagueiros foram escalados, o Galo se deu muito bem. Contra o São Paulo, no Gigante da Pampulha, vitória convincente por 2 a 0 e muitos elogios do comandante. Quem vê a chance de ser titular novamente bem perto torce para que a decisão seja favorável.

- Acho que foi a melhor partida da equipe. Espero que ele mantenha este esquema e que o time entre com aquele espírito, aquela determinação – afirmou Alex Bruno.

O duelo contra o líder Palmeiras promete ter casa cheia. Até a noite desta segunda, foram vendidos 37.818 ingressos. O interesse dos torcedores motiva os atleticanos.

- A gente sabe da importância desse jogo, ainda mais diante da nossa torcida. Vamos nos esforçar ao máximo, temos jogadores experientes. Penso que é o jogo mais importante do primeiro turno para nós – destacou.

O duelo tem cara de decisão. Primeiro na tabela, o Palmeiras tem 35 pontos, quatro a mais que o Galo. Se vencerem, os mineiros diminuem a diferença para apenas um, com uma partida a menos, e retomam a vice-liderança.

agosto 11, 2009 Posted by | Atlético-MG | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Cruzeiro tenta recuperação contra o Furacão

Já o Atlético vem de vitória e espera sair da zona de rebaixamento

Cruzeiro e Atlético-PR se enfrentam nesta quarta-feira (Crédito: LANCEPRESS!)

Cruzeiro e Atlético-PR se enfrentam nesta quarta-feira

LANCEPRESS!

O Cruzeiro enfrenta o Atlético-PR nesta qyarta-feira, às 19h30, no Mineirão, tentando acabar com a má fase. A Raposa perdeu de goleada para o Grêmio na última rodada e ocupa a 15ª colocação, a dois pontos da zona de rebaixamento. Se a situação do Cruzeiro não é boa, a do Furacão é calamitante. Com apenas 15 pontos em 16 jogos, o clube paranaense luta para deixar a zona da degola.

De volta ao Mineirão, o Cruzeiro aposta no seu aproveitamento em casa para reencontrar a vitória contra o Atlético Paranaense após três jogos sem triunfar. Jogando sob os seus domínios, o Cruzeiro conquistou 13 dos 17 pontos somados no atual Campeonato Brasileiro.

Por outro lado, o time da Arena da Baixada só venceu uma vez em sete jogos fora de casa. Adilson Batista não contará com Jonathan e Thiago Heleno na defesa, suspensos. Diego Renan deve ocupar a lateral-direita. Na zaga, Gil pode estrear, ou Fabinho pode ser improvisado. No ataque, reforço de Kléber, que forma dupla com Wellington Paulista. Thiago Ribeiro está suspenso.

- Estamos falando em hora da arracanda há umas cinco rodadas. Mas temos de pensar nisso. Eles também tem a necessidade de vencer. Jogamos em casa, precisamos nos impor e buscar nosso objetivo, que é voltar a Libertadores no ano que vem. Não podemos perder este jogo – avisa o Gladiador.

A vitória por 1 a 0 sobre o Fluminense, no último domingo, melhorou o clima no Atlético Paranaense. Apesar de a equipe ainda estar na zona do rebaixamento, 17ª colocada, com 15 pontos, a chegada do técnico Antonio Lopes também mudou o ambiente no Furacão.

Como comandou apenas um treinamento, na manhã desta terça-feira, o treinador não mexeu muito no time. A única alteração em relação à partida contra o Tricolor carioca fica por conta da saída do lateral-direito Raul, expulso na última rodada, para a entrada do volante Rafael Miranda. Dessa forma, o esquema tático mudou do 3-5-2, para o 4-4-2.

Mesmo com pouco tempo para trabalhar com o elenco, Lopes acredita que já impôs sua filosofia de trabalho e confia na dedicação de seus atletas em campo.

- Conheço a maioria do grupo e senti que os jogadores estão muito tranquilos. A vitória sobre o Fluminense melhorou a parte psicológica. Treinamos bastante, com muita aplicação, e acredito que a dedicação deles foi muito boa. Vou manter o mesmo time, com exceção do Raul, mas com uma filosofia de jogo bem diferente – afirmou o técnico.


FICHA TÉCNICA:

CRUZEIRO X ATLÉTICO-PR


Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data/Hora: 5/8/2009, às 19h30
Árbitro: Salvio Spinolla Fagundes Filho (SP/Fifa)
Assistentes: Mácio Luiz Augusto (SP) e João Boulgarber Nobre Chaves (SP)


CRUZEIRO: Fábio, Diego Renan, Leonardo Silva, Fabinho e Gérson Magrão; Fabrício, Marquinhos Paraná, Henrique e Bernardo; Kléber e Wellington Paulista . Técnico: Adilson Batista.

ATLÉTICO-PR: Galatto, Nei, Rhodolfo, Bruno Costa e Márcio Azevedo; Valencia, Rafael Miranda, Paulo Baier e Marcinho; Wésley e Wallyson. Técnico: Antonio Lopes.

agosto 5, 2009 Posted by | Atlético-PR, Cruzeiro | , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Ao estilo Muricy, Palmeiras vence Sport

Com gol contra Bruno Telles, time obtém segundo triunfo seguido com Muricy e abre seis de vantagem

Obina comemora o gol, que saiu após jogada sua pela esquerda (Crédito: Aldo Carneiro)

Obina comemora o gol, que saiu após jogada sua pela esquerda

Bruno Caetano

O Palmeiras derrotou o Sport por 1 a 0, na Ilha do Retiro, neste sábado, e disparou na ponta da tabela do Campeonato Brasileiro. O triunfo foi o segundo consecutivo da equipe sob o comando do técnico Muricy Ramalho, que assim mantém 100% de aproveitamento. De quebra, o time abriu seis pontos de vantagem para o segundo colocado Atlético Mineiro, que joga neste domingo contra o Coritiba, no Mineirão, e pode reduzir novamente a diferença.

O gol da vitória alviverde saiu de uma jogada de Obina, já no segundo tempo. O atacante fez jogada pela esquerda e cruzou para o meio da área. O lateral Bruno Telles tentou cortar e acabou fazendo contra. Os donos da casa jogaram com um a menos desde os 17 minutos do segundo tempo, quando Hamilton foi expulso após dura entrada no meia Diego Souza.

Com o resultado, o Verdão foi a 34 pontos e, dependendo do complemento da rodada, pode abrir seis pontos para o vice-líder. Já o Leão completou seis partidas sem vencer e está com 13 pontos na zona de rebaixamento.

O Palmeiras começou a partida como se estivesse jogando no Palestra Itália e saiu atacando o Sport. Logo aos 3 minutos, Armero foi até linha de fundo e cruzou. Pierre chegou por trás da zaga e, cara a cara com Magrão, pegou de primeira e jogou por cima. No lance seguinte, Cleiton Xavier recebeu na entrada da área, se livrou de César e bateu para fora, levando muito perigo para Magrão.

O Leão, que errava muitos passes no início do jogo, equilibrou as ações e começou a chegar a partir dos 20. Élder Granja fez bom cruzamento e encontrou Fabiano sozinho na marca do pênalti. O camisa 28 cabeçeou muito mal e perdeu a chance. Aos 23, após contra-ataque rápido, Fabiano teve mais uma chance, mas desperdiçou de novo.

No fim do primeiro tempo cada equipe teve uma oportunidade em cobranças de escanteio. Mas Magrão e Marcos impediram os gols nas cabeçadas de Maurício Ramos e César, respectivamente.

A segunda etapa começou sem emoções. Até que aos 17 minutos, Hamilton fez falta violenta em Diego Souza e foi expulso direto. Enquanto Levi Gomes, técnico do Sport, tirou Fabiano e colocou o volante Moacir para recompor o meio-de-campo, Muricy Ramalho trocou Edmílson e Marcão por Souza e Willians.

O Verdão foi para o ataque e começou a criar boas chances. Aos 23, Wendel cruzou e Cleiton Xavier quase fez de cabeça. No minuto seguinte, em jogada pela esquerda Obina bateu para dentro da área e Bruno Telles tentou cortar, mas acabou marcando contra. 1 a 0 Palmeiras.

Com um a menos, o Sport não conseguiu reagir e o Verdão controlou a partida e esperou o apito final do juiz sem atacar muito os pernambucanos.

As duas equipes voltam a campo na próxima quinta-feira, às 21h. O Sport vai até o Maracanã

enfrentar o Fluminense, em confronto direto para fugir do fim da tabela. Enquanto o

Palmeiras joga em casa contra o Grêmio.

FICHA TÉCNICA
SPORT 0 X 1 PALMEIRAS

Estádio: Ilha do Retiro, Recife (PE)
Data/hora: 1/8/2009 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols Cortez (RJ)
Auxiliares: Marco Aurélio dos Santos Pessanha (RJ) e Jorge Luiz Roque (RJ)
Renda/público: R$ / 16.921 pagantes
Cartões amarelos: Sandro Goiano (SPO); Armero (PAL)
Cartões vermelhos: Hamilton, 17′/2ºT (SPO);
GOLS: Bruno Telles (contra), 24′/2ºT (0-1);

SPORT: Magrão, Igor, César e Durval; Élder Granja (Eduardo, 28′/2ºT), Hamilton, Andrade (Sandro Goiano, 14′/2ºT), Luciano Henrique e Bruno Telles; Fabiano (Moacir, 18′/2ºT) e Ciro. Técnico: Levi Gomes.

PALMEIRAS: Marcos; Maurício Ramos, Danilo e Marcão (Willians, 20′/2ºT); Wendel, Pierre, Edmílson (Souza, 20′/2ºT), Cleiton Xavier e Armero; Diego Souza e Obina (Ortigoza, 42′/2ºT). Técnico: Muricy Ramalho.

agosto 1, 2009 Posted by | Palmeiras, Sport | , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Cruzeiro e Sport tentam deixar zona de baixo

Vitória pode significar um bom salto na tabela de classificação

LANCEPRESS!

Cruzeiro e Sport se enfrentam nesta quarta-feira, às 21h50, no Mineirão, de olho em posições mais altas na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. A Raposa é a atual 16ª colocada. O Leão está logo abaixo, na zona de rebaixamento, na 17ª colocação.

O principal problema celeste para o jogo é a suspensão do zagueiro Leonardo Silva, expulso na última rodada. O volante Henrique deve ser novamente improvisado no setor.

Por outro lado, Adilson Batista conta com o retorno do volante Fabrício, que cumpriu suspensão contra o Fluminense. Já o camisa 10 Wagner, apesar de liberado pelo departamento médico no início da semana, ainda não foi relacionado.

No Sport, os jogadores foram surpreendidos em Belo Horizonte que o treinador Emerson Leão fora demitido ainda no Recife, já que este embarcaria para Minas Gerais depois da delegação rubro-negra. Sendo assim, o auxiliar técnico Levi Gomes assumirá interinamente o time contra o Cruzeiro.

O Leão não deverá ter mudanças, já que nenhum atleta é desfalque, seja por contusão ou suspensão automática. A grosso modo, a única ausência é do atacante Ciro, que estava defendendo a Seleção Brasileira Sub-20 na Venezuela. Mesmo voltando ao Brasil nesta terça-feira, Ciro não se integrará ao time em Belo Horizonte.

– O empate contra o Náutico acabou sendo um resultado ruim, nos deixou na obrigação de vencermos o Cruzeiro na casa deles. Mas o time está preparado para qualquer jogo, seja dentro ou fora da Ilha do Retiro. Fomos bem nas últimas duas partidas com empates, mas já está na hora de voltar a vencer – disse o zagueiro Igor.

FICHA TÉCNICA:
CRUZEIRO X SPORT

Estádio: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data/hora: 29.07.09 – 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique – Fifa(RJ)
Assistentes: Hilton Moutinho Rodrigues – Fifa (RJ) e Marco Aurélio dos Santos Pessanha (RJ)

CRUZEIRO: Fábio, Jonathan, Thiago Heleno, Henrique e Gérson Magrão; Marquinhos Paraná, Fabinho, Fabrício e Bernardo; Kléber e Thiago Ribeiro.
Técnico: Adilson Batista
SPORT: Magrão, César, Igor e Durval; Elder Granja, Hamilton, Sandro Goiano, Fabiano e Dutra; Vandinho e Guto.
Técnico: Levi Gomes (interino)

julho 29, 2009 Posted by | Cruzeiro, Sport | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Atlético-MG enfrenta o Goiás no Mineirão

Galo tenta se manter na liderança enquanto Esmeraldino quer o G4

Galo recebe o Esmeraldino no Mineirão (Crédito: Montagem)

Galo recebe o Esmeraldino no Mineirão

LANCEPRESS!

O Atlético-MG entra em campo neste domingo, às 16h, no Mineirão, para enfrentar o Goiás e tentar ampliar a vantagem sobre os demais concorrentes à ponta da tabela do Brasileirão. A venda antecipada de ingressos mostrou que o torcedor atleticano está empolgado com a boa fase da equipe e o estádio estará lotado.

O técnico Celso Roth não terá jogadores suspensos para esta partida. Ao contrário, terá um reforço para a defesa. O zagueiro Werley cumpriu suspensão por ter recebido o terceiro cartão amarelo e está de volta ao grupo que se concentra para enfrentar o time esmeraldino. O lateral-direito Carlos Alberto segue em recuperação do estiramento na coxa direita.

O atacante Diego Tardelli, artilheiro do Galo no Brasileirão com oito gols, conta com o apoio da torcida para ultrapassar Val Baiano, do Barueri, que já balançou a rede nove vezes. O jogador está em estado de graça com o clube mineiro e o torcedor atleticano, que o acolheu como grande ídolo do grupo de 2009.

- O Atlético-MG está sendo muito especial em minha carreira. Está tudo indo muito bem. É maravilhoso ver o Mineirão lotado, com a torcida gritando meu nome, me incentivando. Estamos nos tornando um time muito forte dentro de casa – disse Diego.

No Goiás, o técnico Hélio dos Anjos tem inúmeros problemas para escalar a equipe. Na zaga, Valmir Lucas segue na vaga Rafael Toloi que continua com Seleção Brasileira sub-20. Na ala-direita, com a lesão de Vitor, o zagueiro Gomes terá de atuar improvisado na posição.

No meio-de-campo, mais problemas: o volante Ramalho quebrou a costela e vai desfalcar o Esmeraldino por no mínimo 30 dias. Com isso, o recém-contratado Fernando, irmão do meia Carlos Alberto deve ser titular. No ataque, Iarley jogará sozinho.

FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO-MG X GOIÁS

Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data/hora: 26/7/2009, às 16h (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Auxiliares: Carlos Berkenbrock (SC) e Jackson Massara dos Santos (RJ)

ATLÉTICO-MG: Aranha, Márcio Araújo, Welton Felipe, Werley e Thiago Feltri; Jonilson, Renan, Serginho e Júnior; Éder Luís e Diego Tardelli.
Técnico: Celso Roth.

GOIÁS: Harlei, Ernando, Leandro Euzébio e Valmir Lucas; Gomes, Amaral, Fernando (Zé Carlos) Léo Lima, Felipe Menezes e Julio Cesar; Iarley.
Técnico: Hélio dos Anjos.

julho 26, 2009 Posted by | Atlético-MG, Goiás | , , , , , , | Deixe um comentário

Em casa, Cruzeiro tenta se reanimar diante de um empolgado Corinthians

Marcos Ribolli / GLOBOESPORTE.COM

Raposa e Timão duelam neste domingo, e Ronaldo vai reencontrar time que o projetou para o futebol mundial

Partida no Mineirão marca o duelo particular entre Gladiador e Fenômeno, que reencontra ex-clube

De um lado, o campeão da Copa do Brasil, cheio de moral depois da vitória sobre o Sport no meio de semana e a aproximação ao pelotão de frente do Campeonato Brasileiro. Do outro, o vice-campeão da Taça Libertadores, em sua primeira tentativa de recuperar o ânimo e se afastar da zona do rebaixamento. Esse é o panorama do duelo deste domingo, às 16h, entre Cruzeiro e Corinthians, no Mineirão, em Belo Horizonte. A Rede Globo transmite ao vivo para São Paulo, e o Premiére, pelo sistema pay-per-view, para todo o Brasil. O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os lances, com vídeos, em Tempo Real.

Agência / VIPCOMM

Apenas quatro dias depois da frustração pela perda do título do torneio sul-americano, para o Estudiantes (ARG), o torneio nacional tornou-se o principal objetivo da Raposa na temporada. A meta é conquistar uma das vagas na edição do campenato continental do ano que vem, ou até mesmo o título. O certo é que não será fácil.

Como priorizava a Libertadores, disputou alguns jogos com reservas e jogadores da base, opção que resultou na perda de terreno. Hoje o time beira a zona do rebaixamento, com dez pontos – mesmo número de Botafogo (17º), Avaí (18º) e Fluminense (19º), sendo que o primeiro tem um jogo a menos, justamente contra a Raposa. Para o atacante Kléber, a reação deve ser imediata, o grupo vai ter de encontrar forças para subir na classificação e remar tudo outra vez.

- Temos de recomeçar logo. Não há como ficar remoendo uma derrota. O Brasileiro está aí, e nós estamos mal. Vamos levantar a cabeça e correr atrás. Nosso time é bom. Não é por uma derrota que ninguém presta. O time tem tudo para se reerguer e buscar o título. O São Paulo buscou o Grêmio no ano passado depois de tantos pontos perdidos e foi campeão – ressaltou o atacante.

O Corinthians, apesar dos erros apresentados na derrota para o Grêmio, e alguns deles repetidos na vitória sobre o Sport, vive um momento de euforia. Além dos títulos do Paulista e da Copa do Brasil, o Timão confia na conquista do Brasileirão, completando a Tríplice Coroa. Após 11 rodadas, a equipe do técnico Mano Menezes já aparece perto dos líderes, com 17 pontos, mas vai precisar vencer fora de casa para melhorar mais.

- Nós temos de criar dificuldades para o Cruzeiro, para tentar nossa primeira vitória fora de casa. Isso seria importante – comentou o comandante corintiano.

A ordem no clube, aliás, é não esperar por um Cruzeiro desanimado ou ainda abalado pela derrota na decisão da Libertadores. Pelo contrário. Mano Menezes aproveita esse momento para lembrar uma situação que viveu no Grêmio, em 2007, logo depois de perder a final da mesma competição para os argentinos do Boca Juniors.

- O Corinthians não pode esperar um Cruzeiro arrasado. Eu lembro que quando perdi a Libertadores com o Grêmio, no domingo tínhamos um joguinho fácil: um Gre-Nal no Beira-Rio – disse ele, em tom de ironia. – Todo mundo esperava um Grêmio arrasado, sem seis jogadores titulares, mas ganhamos o clássico.

As equipes

No Cruzeiro, Kléber se casou nesta sexta-feira e abriu mão da lua de mel para ajudar o time. O técnico Adilson Batista ainda não decidiu se vai escalar o atacante, até porque ele sente dores no púbis há mais de um mês. O treinador, aliás, relacionou todos os titulares para a partida, mas só definirá a escalação após uma conversa com os médicos e os preparadores físicos do clube.

A principal dúvida está na zaga. Thiago Heleno e Leonardo Silva se queixam de dores. Caso não joguem, Neguete e Vinícius, ambos da base, mais uma vez terão chances. O mesmo acontece com o lateral-esquerdo Diego Renan. Se Gerson Magrão, que também está desgastado, não tiver condições, o garoto deve ser chamado.

O meia Wagner, que deixou o jogo contra o Estudiantes com uma lesão no tornozelo esquerdo. Também pode ficar fora. Neste caso, Athirson é a opção mais provável.

No Corinthians, o técnico Mano Menezes tem dois desfalques importantes: o meia Douglas e o atacante Dentinho. No meio-campo, a tendência é que o treinador mantenha Jucilei ao lado de Cristian na contenção e adiante Elias, que retorna de suspensão, para a criação. Mas e no lugar de Dentinho?

Como está sem muitas opções para o ataque, a solução poderia ser a entrada de Morais para formar o trio ofensivo com Jorge Henrique e Ronaldo. Ou então, caso prefira, adotar um esquema 4-4-2, com Morais e Elias na armação. O mistério será desfeito momentos antes da partida.

O lateral-direito Alessandro, suspenso contra o Sport, poderia até voltar, mas a intenção do técnico corintiano é mantê-lo fora. Tudo para que o jogador possa se recuperar melhor fisicamente. Ele ainda está desgastado por conta da Copa do Brasil. William segue como desfalque, tratando um problema na planta do pé direito.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

julho 19, 2009 Posted by | Corinthians, Cruzeiro | , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Grêmio e Cruzeiro: só uma vaga na decisão

Qual dos dois fará a final da Libertadores contra o Estudiantes?

LANCEPRESS!

O Grêmio recebe o Cruzeiro nesta quinta-feira, na partida decisiva das semifinais da Libertadores. O Tricolor Gaúcho foi derrotado na partida da última semana, no Mineirão, por 3 a 1, e terá de vencer por 2 a 0 ou três gols de diferença, caso o Cruzeiro balance as redes. A principal mudança no time de Porto Alegre é a entrada de Herrera no lugar do questionado Alex Mineiro.

Com a mudança, o técnico Paulo Autuori turbinou outro fator favorável. A torcida, que já faria um barulho infernal com qualquer um que não se chamasse Alex Mineiro, é fã incondicional de Herrera desde sua primeira passagem, em 2006. Herrera, aliás, entra no time devido à fase desfavorável de Alex, que está completando quatro meses sem marcar um mísero gol – o último foi na derrota de 2 a 1 para o Inter, em 1º de março, pelo Gauchão.

— O momento não é mesmo propício para continuar a insistir com o Alex Mineiro – convenceu-se Autuori, que percebeu a animosidade da torcida com o camisa 9, depois dos dois gols perdidos no jogo do Mineirão.

Herrera entra, também, para mudar o estilo da equipe na parte ofensiva. O Grêmio vai partir desde cedo para o abafa, e precisa de dois atacantes definidores. Ao contrário de Alex Mineiro, que costuma recuar para elaborar jogadas, o argentino é mais agudo. Seu forte é corpo-a-corpo na grande área. Mas também se desloca para o lado direito, buscando o cruzamento para o cabeceio de Maxi López.

A outra modificação será a volta do goleiro Victor, que esteve com a Seleção na África do Sul, desfalcando a equipe em quatro jogos do Brasileiro e dois da Libertadores. Marcelo Grohe foi isentado de culpa nos três gols do Cruzeiro. Mas, diz-se no Olímpico, é incapaz de praticar os “milagres” do titular.

Diferentemente do que aconteceu no primeiro jogo, o Cruzeiro terá reforços consideráveis e que podem ajudar o time na manutenção da vantagem estabelecida em casa. Se há uma semana Adilson Batista perdeu dois jogadores por lesão e ficou sem um suplente no banco de reservas, o treinador poderá contar com dois cruzeirenses que não participaram da vitória por 3 a 1, em Belo Horizonte, além do retorno de Ramires, que estava com a Seleção Brasileira.

Gerson Magrão e Thiago Ribeiro, titulares do time, foram liberados pelo departamento médico. Magrão deverá começar jogando na lateral esquerda. Thiago, por sua vez, pode ser preservado para o segundo tempo e irá explorar a sua característica principal: a velocidade.

- Sabemos que o Grêmio vai querer pressionar e temos de estar bem fechado, como foi no Morumbi, para, nos contra-ataques, na base da velocidade, surpreender e marcar. Sabemos que, fazendo um gol, a dificuldade para o Grêmio aumenta ainda mais – analisou o atacante.

A última vez que a Raposa chegou à semifinal da Libertadores foi em 1997, ano em que o time conquistou o bicampeonato da competição sob o comando de Paulo Autuori, hoje à frente do Grêmio.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO x GRÊMIO

Estádio: Olímpico Monumental, Porto Alegre (RS)
Data/hora: 2/7/2009 – 21h50
Árbitro: Óscar Ruiz (COL)
Auxiliares: Abraham González (COL) e Humberto Clavijo (COL).

GRÊMIO: Victor, Thiego, Leo, Réver e Fábio Santos; Adilson, Túlio, Souza e Tcheco; Herrera e Maxi López. Técnico: Paulo Autuori.

CRUZEIRO: Fábio, Jonathan, Thiago Heleno, Leonardo Silva e Gerson Magrão; Henrique (Fabinho), Marquinhos Paraná, Ramires e Wagner; Wellington Paulista e Kléber. Técnico: Adilson Batista

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

julho 2, 2009 Posted by | Cruzeiro, Grêmio | , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Time B do Cruzeiro bate o Avaí

Árbitro ajuda e Raposa consegue os três pontos no sufoco

Reservas do Cruzeiro sofreram com a falta de entrosamento (Crédito: VIPCOMM)

Reservas do Cruzeiro sofreram com a falta de entrosamento

LANCEPRESS!

A vitória magra do Cruzeiro sobre o Avaí por 1 a 0, neste sábado, no Mineirão, foi fiel ao desempenho apresentado em campo. Os reservas da Raposa sofreram com a falta de entrosamento e pouco subiram ao ataque. Valeu o peso da grife Cruzeiro e a ajudinha do juiz, aos 40 minutos do primeiro tempo.

Dudu fez firula dentro da área e simulou que teve a passagem obstruída pelo zagueiro. O árbitro aceitou a pedida do jogador e marcou pênalti. Zé Carlos foi para a cobrança e converteu. E o primeiro tempo se resumiu ao lance.

Na segunda etapa, o ataque do Cruzeiro protagonizou uma jogada que deu esperanças à torcida de que a Raposa poderia imprimir um ritmo mais forte à partida. Aos quatro minutos, Bernardo cruzou para o cabeceio de Anderson. Enquanto a bola sobrevoava a área, o goleiro Eduardo Martini escorregou mas conseguiu se recuperar a tempo e evitou o gol.

Mas os minutos seguintes mostraram que a equipe não seria capaz de superar suas próprias limitações, ditadas pela falta de entrosamento. Dudu chamou a responsabilidade e investiu nas jogadas individuais. Mas nenhuma delas teve êxito e o jogador acabou prejudicando a equipe em alguns lances por segurar demais a bola.

Com isso, o Avaí cresceu na partida e passou a pressionar. Só Eduardo Martini, o goleiro, ficava no campo defensivo. Adilson Batista vendo o mau momento promoveu a entrada de Wagner. Mas não teve jeito, o Avaí continuou melhor.

As melhores oportunidades do Avaí aconteceram em sequência no fim da partida, aos 39 e 40 minutos. Primeiro, em cobrança de falta marcada na entrada da área. Marquinhos bateu mas a bola não passou da barreira.

Logo em seguida, William pegou a bola e na base da força de vontade quase marcou. Coube a Andrey, segurar o placar em 1 a 0, embora o resultado mais justo fosse o empate.


FICHA TÉCNICA:

CRUZEIRO 1 X 0 AVAÍ

Estádio: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data/Hora: 27/06/09 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Auxiliares: Alvaro Rocha De Matos (BA-FIFA) e Luiz Carlos Silva Teixeira (BA)
Gols: Zé Carlos, 40′/1ºT (1-0)
Cartão amarelo: Xaves e Léo Gago (AVA); Andrey (CRU)
Renda/Público: R$ 59.776,72/ 3.435

CRUZEIRO: Andrey, Jancarlos, Anderson, Luisão e Vinícius; Mateus, Henrique, Anderson Uchoa e Bernardo (Diego Renan, 16′/2º); Zé Carlos (Wanderley, 15′/2ºT) e Dudu (Wagner, 33′/2ºT). Técnico: Adilson Batista

AVAÍ: Eduardo Martini, Ferdinando, Emerson, Anderson Luis e Uendel (Eltinho, 34′/1ºT), Xaves (Michel, Intervalo), Léo Gago, Marquinhos e Muriqui; Lima (William, 21′/2º) e Luis Ricardo. Técnico: Silas.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

junho 27, 2009 Posted by | Avaí, Cruzeiro | , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Cruzeiro vence Grêmio por 3 a 1 no Mineirão

Raposa faz valer o mando de campo e agora tem vantagem

O atacante Wellington Paulista abriu caminho para a vitória celeste por 3 a 1 (Reuters)

O atacante Wellington Paulista abriu caminho para a vitória celeste por 3 a 1 (Reuters)

LANCEPRESS!

O Cruzeiro venceu o Grêmio por 3 a 1 nesta quarta-feira, no Mineirão, pela primeira partida da semifinal da Copa Libertadores da América 2009. Os gols da Raposa foram marcados por Wellington Paulista, Wágner e Fabinho, com Souza descontando para o Tricolor. Com o resultado o Cruzeiro pode até perder a partida de volta por 1 a 0 que estará classificado para a final.

PRIMEIRO TEMPO
A partida começou movimentada, com o Cruzeiro tomando a iniciativa do jogo, enquanto o Grêmio saía perigosamente nos contra-ataques. Com os laterais Marquinhos Paraná e Jonathan, a Raposa chegava com perigo ao gol do Tricolor, mas as primeiras chances claras de gol vieram do ataque gremista.

Há 125 dias sem marcar, o atacante Alex Mineiro perdeu duas oportunidades de cara com o goleiro Fábio. Apesar da maior posse de bola, o time celeste não conseguia levar muito perigo ao gol de Marcelo Gohe. Quem mais assustava era o lateral-direito Jonathan, que em duas oportunidades fez o goleiro gremista trabalhar bem.

Todavia, justificando a premissa de quem não faz leva, o Cruzeiro chegou ao primeiro gol aos 37 minutos. Kléber cruzou pela direita para Wellington Paulista testar para o fundo da rede. Após o gol, o Grêmio ainda teve chance de empatar com o meia Souza, que teve seu belo chute de fora da área defendido pelo goleiro Fábio. O primeiro tempo terminou em 1 a 0 para a Raposa.

SEGUNDO TEMPO
O Cruzeiro começou a segunda etapa indo para cima do Grêmio, e logo aos dois minutos ampliou sua vantagem. Wágner chutou forte de fora da área, a bola desviou no meia Tcheco, e entrou no canto direito de Marcelo Grohe, que nada pode fazer.

O Grêmio sentiu o segundo gol, e, fragilizado na defesa, não demonstrava mais tanta velocidade nos contra-ataques. Era a Raposa quem continuava levando mais perigo à meta tricolor, principalmente com o lateral Jonathan. A pressão celeste deu resultado aos 22 minutos, quando Marquinhos Paraná cruzou na cabeça do volante Fabinho, que mandou para o fundo do barbante.

Após o terceiro gol da Roposa, o Grêmio tentava diminuir para não levar uma desvantagem muito grande para a segunda partida. E conseguiu seu objetivo aos 33 minutos. Souza bateu falta com perfeição, sem chances para Fábio, e decretou o placar final do jogo: 3 a 1 para o Cruzeiro.

FICHA TÉCNICA:

CRUZEIRO 3 X 1 GRÊMIO

Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG).
Data/Horário: 24/06/09 – 21h50 (de Brasília).
Árbitro: Henrique Osses (CHI)/Jorge Osorio (CHI).
Auxliares: Cristian Julio (CHI) e Osvaldo Talamilla (CHI).
Cartões amarelos: Elicarlos (CRU); Marcelo Grohe (GRE).
Renda/público: R$ 1 milhão 387/51 mil 696.
Gols: Wellington Paulista (1-0, 37′/1ºT); Wágner (2-0, 2′/2ºT); Fabinho (3-0, 22′/2ºT); Souza, (3-1, 33′/2ºT).

CRUZEIRO: Fábio, Jonathan, Leonardo Silva, Thiago Heleno e Marquinhos Paraná; Fabinho, Elicarlos (Jeancarlos, 40′/2ºT), Henrique e Wagner; Kléber e Wellington Paulista. Técnico: Adilson Batista.

GRÊMIO: Marcelo Grohe, Ruy, Leo, Réver e Fábio Santos; Adilson, Túlio, Tcheco e Souza; Alex Mineiro (Herrera, 13′/2ºT) e Maxi López. Técnico: Paulo Autuori.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

junho 24, 2009 Posted by | Cruzeiro, Grêmio | , , , , , , , | Deixe um comentário

Cruzeiro e Grêmio iniciam disputa pelo tri

Raposa volta à semifinal da Copa Libertadores após 12 anos. Tricolor aposta em retrospecto de gols

LANCEPRESS!

Grêmio e Cruzeiro fazem nesta quarta-feira, no Mineirão, o primeiro duelo das semifinais da Copa Libertadores. Em mais um confronto de equipes brasileiras nesta edição da competição, o objetivo dos times envolvidos é o mesmo: o tricampeonato continental.

O Cruzeiro volta a uma semifinal de Libertadores após 12 anos. A última vez que a equipe chegou tão longe foi na campanha de 1997, quando Paulo Autuori era o técnico. Muitos jogadores do atual time nem sequer eram profissionais naquela época e consideram o jogo como o mais importante da carreira.

- É o jogo da vida. Não só meu como de todo mundo. Muitos aqui nunca disputaram uma semifinal de Libertadores. Vai ser muito difícil, mas 1 a 0 já vai ser importante para nós – declarou o armador Wagner.

Para o capitão Fábio, o treinador gremista é uma arma a mais dos adversários.

- Paulo Autuori é um grande treinador. Trabalhei com ele duas vezes no Cruzeiro e é muito respeitado assim como toda a equipe do Grêmio, que tem bons jogadores – elogiou o goleiro celeste.

O técnico Adilson Batista tem dúvidas na escalação da defesa e do ataque. Léo Fortunato sente dores no joelho esquerdo e pode ficar fora. Na linha de frente, Thiago Ribeiro, recuperado de lesão, pode voltar a formar dupla com Kléber.

Já o Grêmio marcou gol em todos os seus jogos como visitante. Foi com a esperança de manter essa escrita que o grupo embarcou para Belo Horizonte. Um golzinho facilitaria o jogo da volta, no Olímpico – onde, aliás, o Tricolor empatou dois jogos e venceu as restantes.

Há um problema aí. Se os últimos jogos servem como presságio, o Tricolor vai depender de Maxi López. Alex Mineiro, o outro atacante, não marca há quase quatro meses. Já o argentino balançou a rede quatro vezes em sete partidas.

No Mineirão, o Tricolor não costuma nem empatar. Desde 1999, perdeu todas. Assim, com uma derrota lógica no horizonte, a questão do gol fora de casa ganha relevância.

O único desfalque do Grêmio é o goleiro Victor, que serve à Seleção. Seu reserva é Marcelo Grohe, que não tem comprometido. Em relação à última partida – empate em 2 a 2 com o Goiás, sábado, no Olímpico – estarão de volta ao time o atacante Alex Mineiro e o meia Souza, que foram preservados.

FICHA TÉCNICA:

CRUZEIRO X GRÊMIO

Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data/Horário: 24/06/09 – 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Henrique Osses (CHI)
Auxliares: Cristian Julio (CHI) e Osvaldo Talamilla (CHI)

CRUZEIRO: Fábio, Jonathan, Leonardo Silva, Léo Fortunato (Thiago Heleno) e Gérson Magrão; Marquinhos Paraná, Elicarlos, Henrique e Wagner; Kléber e Thiago Ribeiro (Wellington Paulista). Técnico: Adilson Batista

GRÊMIO: Marcelo Grohe, Ruy, Leo, Réver e Fábio Santos; Adilson, Túlio, Tcheco e Souza; Alex Mineiro e Maxi López. Técnico: Paulo Autuori

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

junho 23, 2009 Posted by | Cruzeiro, Grêmio | , , , , , , | Deixe um comentário

Atlético-MG x Botafogo: ingressos

Torcedores poderão adquirir os bilhetes nesta terça-feira

A venda de ingressos para o jogo entre Atlético e Botafogo, em 4 de julho (sábado), no Mineirão, terá início às 9h desta terça-feira, somente na Sede de Lourdes e pela Internet (www.ingressofacil.com.br). O confronto será válido pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os preços são os mesmos do último jogo, com a Geral custando R$ 2,00.

Os ingresssos de meia-entrada só serão vendidos mediantes a apresentação de documentos. Para crianças de 0 a 12 anos e maiores de 60 anos, que pagam meia-entrada, também é vendido apenas um ingresso por documento e é necessária a apresentação de carteira de identidade ou certidão de nascimento tanto na aquisição do ingresso como no acesso ao Mineirão.

Os ingressos de meia-entrada não são comercializados pela Internet porque o sistema impossibilita a conferência da documentação exigida (identidade ou certidão de nascimento para crianças e maiores de 60 anos, e comprovantes de matrícula ou pagamento da mensalidade para estudantes).

PREÇOS
Cadeira Especial (Portões 1 e 14) – R$ 50
Cadeira Superior Central (Portão 7A) – R$ 20
Cadeira Superior Lateral (Portões 3, 6, 9 e 12) – R$ 20
Cadeira Inferior Central (Portões 7 e 8) – R$ 20
Cadeira de Setor (Portão 13) – R$ 20
Geral (Portões 4, 5, 10 e 11) – R$ 2

- Torcida do Botafogo (Portão 2) – R$ 20

As informações são do site oficial do Atlético-MG

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)


junho 22, 2009 Posted by | Atlético-MG, Botafogo | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Barueri goleia Cruzeiro, no Mineirão

Time de Adílson Batista joga muito mal e sucumbi frente aos paulistas

Cruzeiro joga muito mal e perde para Barueri (Crédito: Gil Leonardi)

Cruzeiro joga muito mal e perde para Barueri

Ainda comemorando a classificação para a semifinal da Libertadores, o Cruzeiro perdeu para o Barueri, por 4 a 2, no Mineirão. Com uma escalação mista, o time mineiro atuou muito mal e não foi nem sombra da equipe que venceu o São Paulo no meio de semana.

Mal começou a partida e o mistão do Cruzeiro abriu o placar. Jonathan experimentou de fora da área e acertou um belo chute no canto direito de Renê. Os reservas do time cruzeirense, querendo mostrar serviço, marcavam forte a saída de bola adversária.

No entanto, o ímpeto do time da casa também resultava em erros bobos. E o Barueri não demorou a perceber isso. Aos 10 minutos, Fernandinho fez fila pela linha de fundo e tocou para Thiago Humberto, que finalizou bem e empatou a partida. O Cruzeiro sentiu o golpe e recuou a marcação.

Não demorou muito para o visitante se aproveitar desse relaxamento. Primeiro foi André Luiz, que deu uma cabeçada no ângulo, obrigando Fábio a fazer grande defesa. Mas no escanteio seguinte não deu para o goleiro da Raposa e Pedrão fez o segundo do Barueri, que virou o jogo.

Após sofrer o gol, o Cruzeiro acordou e voltou a incomodar a defesa paulista. Jancarlos girou dentro da área e chutou por cima do gol. Mas foi Wellington Paulista que igualou o marcador. Pouco antes do intervalo, o atacante se aproveitou de um cruzamento do meia Wagner e cabeceou sozinho: 2 a 2.

O segundo tempo começou e a equipe de Adilson Batista voltou a cometer os mesmos erros da primeira etapa. Anderson se descuidou, Mácio Careca roubou a bola e fez o terceiro do Barueri. Com seu esquema fracassando, Adilson Batista mudou o time, colocando Kléber e Bernardo no jogo.

No entanto, Fabinho tornou a missão do Cruzeiro mais difícil, quando foi expulso por fazer a falta em Thiago Humberto. Mesmo assim a Raposa seguiu insistindo Aos 25 minutos, Kléber recebeu de frente para a o goleiro, mas chutou mal e perdeu uma boa oportunidade.

Porém foi o Barueri que voltou a marcar. Ferdinando, o melhor da partida, foi derrubado na área. Pênalti que Pedrão cobrou bem para ampliar: 4 a 2.

Na próxima rodada, o Cruzeiro recebe o Avaí, no Mineirão, e o Barueri enfrenta o Atlético-MG, em casa.


FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 2X4 BARUERI

DATA/HORÁRIO: 21/06/09 às 18h30 (horário de Brasília)
LOCAL: Mineirão, em Belo Horizonte(MG)
ÁRBITRO: Leonardo Gaciba (RS)
AUXILIARES: José Antônio Chaves Franco Filho (RS) e Júlio César Rodrigues Santos (RS)
GOLS: Jonathan, 02′/1ºT (1-0); Thiago Humberto, 10′/1ºT(1-1); Pedrão, 25′/1ºT(1-2); Wellington Paulista, 43′/1ºT(2-2); Márcio Careca, 2′/2ºT(2-3); Pedrão, 29′/2ºT(2-4)
CARTÕES AMARELOS: Wellington Paulista, Kléber, Léo Fortunato (CRU); Xandão, Bernardo (BAR)
CARTÕES VERMELHO: Fabinho, 17′/2ºT;
PÚBLICO/RENDA: Não divulgado

CRUZEIRO: Fábio, Jancarlos, Léo Fortunato, Anderson, Vinicius(Bernardo, 09′/2ºT); Fabinho, Marcos Paraná, Jonathan, Wagner; Wellington Paulista(Zé Carlos, 32′/2ºT) e Wanderley(Kléber, 09′/2ºT)
Técnico: Adilson Batista

BARUERI: Renê; André Luiz, Xandão e Leandro Castan; Éder(Marcos Pimentel, 42′/2ºT), Ralf, Ewerton, Thiago Humberto(Val Baiano, 46′/2ºT) e Márcio Careca; Pedrão(João Vítor, 34′/2ºT) e Fernandinho.
Técnico: Estevam Soares

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

junho 21, 2009 Posted by | Cruzeiro | , , , , , , , | Deixe um comentário

Atlético passa pelo Náutico e lidera

Galo segue invicto e Timbu perde a segunda seguida

Atlético venceu o Náutico, no Mineirão, por 3 a 0 (Crédito: GIL LEONARDI)

Atlético venceu o Náutico, no Mineirão, por 3 a 0

LANCEPRESS!

Com ótimo desempenho da dupla Júnior/Diego Tardelli, o Atlético goleou o Náutico por 3 a 0 no Mineirão. Cada um marcou um gol, com assistência do companheiro. O volante Márcio Araújo fechou o placar. Agora o Galo, pelos critérios de desempate, roubou a liderança do Internacional, que empatou sem gols com o Vitória.

O jogo foi ainda marcado por três expulsões. Uma para o Galo, no início do primeiro tempo, e duas para o Timbú, na segunda etapa. O time de Celso Roth soma agora 14 pontos em seis jogos e segue invicto na competição. O Náutico, que iniciou a sexta rodada na quinta posição, estaciona nos oito pontos na tabela do Brasileiro.

PRIMEIRO TEMPO

Quando o jogo ainda começava a esquentar, aos nove minutos da primeira etapa, o lateral-esquerdo Thiago Feltri perdeu a bola no meio-de-campo. Na tentativa de recuperar, deu um carrinho com o pé alto em Aílton e foi expulso pelo árbitro Francisco Carlos Nascimento.

Mas o lance infeliz protagonizado por Thiago Feltri não abateu o Galo. Apenas quatro minutos depois, Éder Luís fez um bom cruzamento na área. Diego Tardelli desviou de calcanhar e Júnior chegou na área para completar, abrindo o placar no Mineirão. Um gol semelhante ao marcado pelo capitão alvinegro contra o Atlético Paranaense na Arena da Baixada, na última semana.

Mesmo com um jogador a menos, o Atlético soube se impor no Mineirão, que contou com um bom público. Diego Tardelli, mostrando muito disposição, era quem mais incomodava a defesa do Timbu. Por duas vezes, ele roubou a bola de Gladstone no campo de defesa pernambucano e quase marcou.

Enquanto o Náutico tentava, sem sucesso, criar alguma boa jogada ofensiva, o Atlético apostava nos contra-golpes. Em um deles, aos 43 minutos, Márcio Araújo arrancou e passou para Diego Tardelli. Mas a tabela não foi bem concluída para a sorte do Náutico.

SEGUNDO TEMPO

No recomeço da partida, foi a vez do Náutico ter um jogador expulso, após um lance de muito perigo. Carlinhos Bala bateu falta cruzada na área alvinegra e Gladstone cabeceou na pequena área. O goleiro Aranha fez uma defesa espetacular com os pés e impediu o empate pernambucano. Na sequência, Jonílson, na saída de bola, sofreu um carrinho de Vágner. O zagueiro do Timbu foi punido com o cartão vermelho.

O jogo permaneceu com dez jogadores para cada equipe por pouco tempo. Isto porque, aos 14 minutos, o Náutico perdeu mais um jogador expulso. O volante Derley deu um carrinho em Renan no meio-de-campo e árbitro Francisco Carlos Nascimento mostrou um novo cartão vermelho.

Em vantagem no placar e no número de jogadores, o Galo teve tranquilidade para tocar a bola e achar mais um gol. A dupla Tardelli/Júnior funcionou de novo. Desta vez, a assistência foi do camisa 6 e o gol do atacante. Após cruzamento na área, Diego Tardelli marcou de cabeça.

A partir daí, o desmotivado Náutico viu o bem armado time de Celso Roth administrar bem a vantagem, ainda buscando mais um gol, correspondendo os pedidos da torcida nas arquibancadas do Mineirão.

A pressão deu resultado aos 38 minutos. Kléber, que entrou no lugar de Éder Luís, deu boa assistência para Márcio Araújo. O volante coroou a sua boa atuação com um toque certeiro no canto de Eduardo e o gol derradeiro da goleada alvinegra.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO 3 X 0 NÁUTICO

Estádio: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data/hora: 14.06.09 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Francisco Carlos Nascimento (AL)
Assistentes: Pedro Jorge Santos de Araújo e Ticiana Lucena de Falcão Martins (AL)

Renda / Público: não disponíveis
Cartões amarelos: Júnior, Diego Tardelli, Welton Felipe, Werley (ATL); Asprilla, Aílton, Eduardo, Gladstone, Gilmar (NAU)

Cartão vermelho: Thiago Feltri (ATL, 9’/1ºT); Vágner (NAU, 6’/2ºT) e Derley (NAU, 14’2ºT)
GOLS: Júnior, 13’/1ºT(1-0); Diego Tardelli, 18’/2ºT (2-0); Márcio Araújo, 38’/2ºT (3-0)

ATLÉTICO: Aranha; Carlos Alberto, Werley, Welton Felipe e Thiago Feltri; Renan, Jonílson (Tchô, 40’/2ºT), Márcio Araújo e Júnior; Éder Luís (Kléber, 34’/2ºT) e Diego Tardelli (Alessandro, 34’/2ºT)
Técnico: Celso Roth

NÁUTICO: Eduardo, Gladstone, Vágner e Asprilla; Sidny (Dinda, 35’, 2ºT), Johnny, Derley, Aílton (Kuki, 13’/2ºT) e Anderson Santana; Carlinhos Bala e Gilmar
Técnico: Márcio Bittencourt

junho 14, 2009 Posted by | Atlético-MG, Náutico | , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Atlético-MG encara o Náutico no Mineirão

Alvinegro vem de belo resultado e quer vencer novamente

LANCEPRESS!

Depois da excelente vitória por 4 a 0 fora de casa, contra o Atlético-PR, o Galo recebe o Náutico – de técnico novo – neste domingo, às 16h, no Mineirão, podendo chegar à liderança do Brasileirão caso vença e o Inter não derrote o Vitória, no Beira-Rio.

O técnico alvinegro, Celso Roth, alerta para os perigos que vêm de Recife. Segundo ele, a equipe do Atlético precisa entrar atenta para não ser surpreendida pelo adversário.

- O Náutico e um time muito rápido nos contra-ataques e nós vamos ter de tomar a iniciativa, então, precisamos ter muito cuidado. Será, de novo, um jogo muito difícil e perigoso – analisou Roth.

O time deve ser o mesmo que participou da última partida, inclusive com o retorno de Carlos Alberto, que saiu logo no início do jogo contra o Furacão.

No Náutico, o treinador Márcio Bittencourt fará sua estreia no comando do time, e logo de cara, não terá à disposição o volante Galiardo, suspenso. Em seu lugar, Derley está confirmado. O Timbu ainda corre o risco de não ter o atacante Gilmar, por lesão na coxa esquerda. Caso não jogue, Márcio Barros fará sua estreia com a camisa alvirrubra.

– A expectativa é de um grande jogo, pois os atletas demonstrarão mais empenho, já que um novo treinador chegou. É um grande desafio, comandar um time na Primeira Divisão e vou trabalhar para que o Náutico se mantenha na ponta da tabela. E a primeira prova é contra o Atlético – discursou Bittencourt.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO X NÁUTICO

Estádio: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data/hora: 14.06.09 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Francisco Carlos Nascimento (AL)
Assistentes: Pedro Jorge Santos de Araújo e Ticiana Lucena de Falcão Martins (AL)

ATLÉTICO: Aranha; Carlos Alberto, Werley, Welton Felipe, Thiago Feltri; Renan, Jonílson, Márcio Araújo, Júnior; Éder Luís, Diego Tardelli
Técnico: Celso Roth

NÁUTICO: Eduardo, Gladstone, Vágner e Asprilla; Juliano, Johnny, Derley, Aílton e Anderson Santana; Carlinhos Bala e Gilmar.
Técnico: Waldemar Lemos

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

junho 14, 2009 Posted by | Atlético-MG, Náutico | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Atlético-MG x Náutico: mais de 11 mil ingressos vendidos

Torcida alvinegra comparecerá em peso ao Mineirão

Torcida já comprou mais de 11 mil ingressos para jogo deste domingo contra o Náutico (Crédito: GIL LEONARDI)

Torcida já comprou mais de 11 mil ingressos para jogo deste domingo contra o Náutico

LANCEPRESS!

A venda de ingressos para a partida entre Atlético e Náutico, neste domingo, às 16h, no Mineirão, pelo campeonato Brasileiro, registrou mais um dia de bons números. Até o momento, já foram adquiridos 11.447 bilhetes.

A comercialização das entradas prosseguirá até o dia da realização do jogo. Há venda de meia-entrada em todos os setores do estádio. A expectativa é a de que aproximadamente 40 mil pessoas estejam no estádio.

Setor (Portão) – Preços

Cadeira Especial (Portões 1 e 14) – R$ 50
Cadeira Superior Central (Portão 7A) – R$ 20
Cadeira Superior Lateral (Portões 3, 6, 9 e 12) – R$ 20
Cadeira Inferior Central (Portões 7 e 8) – R$ 20
Cadeira de Setor (Portão 13) – R$ 20
Geral (Portões 4, 5, 10 e 11) – R$ 2
Torcida do Náutico (Portão 2) – R$ 20

Venda de ingressos

Quinta-feira, das 9h às 17h, na Sede de Lourdes, Labareda, Loja Class Club Buritis e Loja Class Club Sion.

Sexta-feira, das 9h às 20h, na Sede de Lourdes. Das 9h às 17h no Labareda, Loja Class Club Buritis, Loja Class Club Sion, Loja do Galo Betim e Loja do Galo Barreiro.

Sábado, das 9h às 17h, na Sede de Lourdes e Labareda. Das 9h às 12h na Loja Class Club Buritis, Loja Class Club Sion e Loja do Galo Betim.

Domingo, das 9h às 12h, na Sede de Lourdes e Labareda. Nas bilheterias do Mineirão vai das 9h às 17h15

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

junho 11, 2009 Posted by | Atlético-MG, Náutico | , , , , , , , | Deixe um comentário

Para Roth, Galo passa a ser mais notado a partir da vitória sobre o Atlético-PR

Técnico alerta seus comandados para as dificuldades que enfrentarão neste domingo, contra o Náutico, no Mineirão

Ampliar Foto divulgacao/Site Oficial do Atlético-MG divulgacao/Site Oficial do Atlético-MG

Técnico contém a euforia do grupo atleticano e alerta para os perigos do Náutico

Vice-líder do Campeonato Brasileiro com 11 pontos, o Atlético-MG recebe o Náutico neste domingo, no Mineirão, pela sexta rodada. De acordo com o técnico Celso Roth, a partir do momento em que o time ganhou jogos como o do último domingo, contra oAtlético-PR, sua equipe ganhou notoriedade:

- Eles sabem das dificuldades que tivemos contra o Santo André e que, certamente, teremos contra o Náutico. Sabem que precisamos trabalhar muito bem nessa semana e que, a partir do momento em que ganhamos jogos como o de domingo, contra o Atlético-PR, em Curitiba, a gente começa a ser notado. Então, temos que melhorar cada vez mais e é isso que vamos fazer durante a semana – comentou o treinador, em entrevista ao site O Tempo online.

Segundo Roth, o Náutico é um time muito perigoso, principalmente nos contra-ataques:

- O Náutico e um time muito rápido no contra-ataque, e nós vamos ter que tomar a iniciativa, então, precisamos ter muito cuidado. Será, de novo, um jogo muito difícil e perigoso – completou.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

junho 11, 2009 Posted by | Atlético-MG | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Atlético-MG x Náutico: ingressos a partir de R$ 2 nesta terça

Times se enfrentam no domingo, às 16h, no Mineirão, com promoção para as entradas na geral


A venda de ingressos para o jogo entre Atlético-MG e Náutico começa nesta terça-feira, com uma promoção: a entrada para a geral custará R$ 2. Os dois times se enfrentam neste domingo, às 16h, no Mineirão, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro.

Para as cadeiras, o valor do ingresso varia entre R$ 20 e R$ 50. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia entrada, desde que apresentem documento comprobatório do desconto.

Confira os preços de cada setor

Cadeira Especial R$ 50,00
Cadeira Superior Central, Cadeira Inferior Central, Cadeira de Setor e Cadeira Superior Lateral R$ 20,00
Torcida do Náutico R$ 20,00
Geral R$ 2,00

Locais de compra

Sede de Lourdes
Labareda
Loja Class Club Buritis
Loja Class Club Sion
Loja do Galo Betim
Loja do Galo Barreiro
Bilheterias do Mineirão

junho 9, 2009 Posted by | Atlético-MG, Náutico | , , , , | Deixe um comentário

São Paulo x Cruzeiro: duelo, agora, é pelo Brasileiro

Times se enfrentam pela segunda vez em quatro dias

LANCEPRESS!

São Paulo e Cruzeiro, rivais nas quartas-de-final da Libertadores, voltam a se encontrar neste domingo às 16h, no Morumbi. Depois da vitória da Raposa na última quarta, pela competição sul-americana (2 a 1, no Mineirão), o duelo agora vale pelo Campeonato Brasileiro.

O Tricolor tenta quabrar um incômodo jejum. O atual tricampeão brasileiro ainda não venceu no campeonato deste ano. Já a Raposa, embalada pela vitória na Liberta, está em quarto lugar no Brasileirão.

E não é somente no Brasileiro que o São Paulo vive mau momento. O time já está sem vencer há seis partidas, e depois de vários problemas de lesões de elenco, o técnico Muricy Ramalho poderá contar com praticamente todos os titulares. Até o zagueiro Miranda, convocado para a Seleção Brasileira, deve estar em campo. O volante Richarlyson, suspenso, e o goleiro Rogério Ceni, ainda se recuperando de cirurgia, são os desfalques.

No Cruzeiro, uma despedida: o meia Ramires, também convocado por Dunga, deve fazer sua última partida pela Raposa. O jogador, que defenderá o Brasil nas Eliminatórias e na Copa das Confrederações, foi vendido ao Benfica (POR).

Apesar da importância dos duelos pela Libertadores, o meia Jorge Wagner, do Sampa, prefere “esquecer” da competição sul-americana e se concentrar no Brasileiro:

- Agora, o nosso pensamento volta para o Campeonato Brasileiro. Precisamos pontuar, pois já têm várias equipes despontando na ponta da tabela e não podemos vacilar.

Depois de quebrar, na última quarta, a marca de cinco anos sem vencer o São Paulo, o Cruzeiro entra em campo agora com uma nova motivação. A escrita da vez é terminar com o jejum contra o Tricolor no Morumbi.

Jogando no território inimigo, o último triunfo celeste foi em 2003. O camisa 10 Alex e o atacante Deivid, três vezes, marcaram os gols e a Raposa venceu por 4 a 2. A curiosidade é que, na ocasião, o Gladiador Kléber estava do lado paulista.

- O time de 2003 do Cruzeiro era praticamente imbatível. Perdemos feio no Mineirão e tomamos um passeio no Morumbi também – elogia o atacante Kléber, agora, do lado azul do confronto.

O Gladiador deverá ter um novo parceiro no ataque. Thiago Ribeiro se lesionou no confronto pela Libertadores e desfalcará o time por um mês. Wellington Paulista e Zé Carlos, autor do gol da vitória na quarta-feira passada, lutam pela vaga.

FICHA TÉCNICA:
SÃO PAULO X CRUZEIRO

Estádio: Morumbi, São Paulo (SP)
Data/hora: 31/5/2009 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Evandro Rogério Roman – PR(FIFA)
Auxiliares: Marcia Bezerra Lopes Caetano/RO(FIFA ) / Gilson Bento Coutinho/PR

São Paulo: Denis, Zé Luis, André Dias, Miranda e Richarlyson; Eduardo Costa, Jean, Hernanes e Jorge wagner; Dagoberto e Washington (Borges)
Técnico: Muricy Ramalho

Cruzeiro: Fábio, Jonathan, Thiago Heleno, Leonardo Silva e Gerson Magrão; Fabrício, Henrique, Marquinhos Paraná e Ramires; Wellington Paulista (Zé Carlos) e Kléber
Técnico: Adilson Batista

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 31, 2009 Posted by | Cruzeiro, São Paulo | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Celso Roth relaciona o goleiro Aranha

Meia Evandro também entra na lista do técnico para jogo deste sábado

Ampliar Foto Bruno Cantini/Divulgação Bruno Cantini/Divulgação

Aranha vai para o jogo deste sábado

Dois dias de treinos, e o goleiro Aranha está na lista de atletas que o técnico do Atlético-MG, Celso Roth, terá à disposição para o jogo deste sábado, contra o Santo André, às 18h30m (de Brasília), no Mineirão, pela quarta rodada do Brasileirão. O ex-jogador da Ponte Preta vai ocupar o lugar de Edson, que foi cortado, e será titular na partida. Outra novidade na lista é o armador Evandro, ex-Palmeiras, contratado na semana passada. O Galo está em terceiro na tabela, enquanto o Ramalhão é o sétimo.

Confira todos os relacionados:

Goleiros: Juninho e Aranha
Zagueiros: Welton Felipe, Leandro Almeida e Werley
Laterais: Júnior, Thiago Feltri, Elder Granja e Marcos Rocha
Volantes: Renan, Jonílson, Márcio Araújo e Carlos Alberto
Meias: Tchô e Evandro
Atacantes: Éder Luís, Diego Tardelli, Alessandro e Júlio César

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 30, 2009 Posted by | Atlético-MG | , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Sem dificuldade, Cruzeiro passa pelo apático Vitória, no Mineirão

Kléber marca duas vezes na primeira etapa, e a Raposa volta a vencer. Goleiro Viafara salva a equipe baiana de sofrer uma goleada

Sem muita dificuldade, quase em ritmo de treino e com dois gols do “Gladiador” Kléber já no primeiro tempo, o Cruzeiro venceu o Vitória por 2 a 0, neste sábado, no Mineirão, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, e garantiu seu segundo triunfo na competição (assista aos gols no vídeo ao lado).

O time do técnico Adilson Batista entrou em campo com a cabeça na disputa das quartas de final da Libertadores contra o São Paulo, mas, diante da ineficiência dos visitantes, conquistaram os três pontos sem dificuldades.Com o resultado, a Raposa chegou aos seis pontos, e roubou, provisoriamente, a vice-liderança do Vitória, que tem a mesma pontuação, mas perde os 100% de aproveitamento e leva a pior no saldo de gols (dois contra um).

Visitante apático sofre dois de Kléber

Ampliar Foto Agência/VIPCOMM Agência/VIPCOMM

Kléber marcou duas vezes na primeira etapa

Se os primeiros minutos da partida foram de forte marcação dos dois lados, o Cruzeiro não demorou para deixar clara a sua superioridade em campo e, aos 22, abriu o placar. Após belo passe de Thiago Ribeiro, pelo alto, Kléber venceu a zaga na velocidade e mandou uma bomba de esquerda para o fundo das redes.

Pouco depois, aos 28, o Gladiador recebeu cruzamento rasteiro de Athirson, na entrada da área, cortou o zagueiro com categoria e chutou de canhota no canto esquerdo do goleiro Viafara para ampliar.O Cruzeiro aproveitava a facilidade em chegar à área baiana pela direita. Aos 35, Jonathan foi à linha de fundo e cruzou. A bola passou por Viafara, mas Victor Ramos cortou antes que Ramires marcasse o terceiro.

Em mais um ataque pela direita, aos 37, Jonathan fez o levantamento, e a defesa do Vitória parou, pedindo a marcação do impedimento. O árbitro não assinalou nada, mas Kléber, livre na área, desperdiçou a chance de marcar mais um, com um toque fraco defendido sem dificuldade pelo goleiro Viafara.

Apático em toda a etapa inicial, o Vitória deu um único chute na direção do gol, com Vanderson, aos 41, mas Fábio fez a defesa com tranquilidade.

Viafara impede a goleada

Ampliar Foto Agência/VIPCOMM Agência/VIPCOMM

O ataque rubro-negro pouco fez no Mineirão

Na tentativa de dar nova vida ao time baiano, o técnico Paulo César Carpegiani pôs Adriano no lugar do veterano Ramon. Mas a substituição não surtiu o efeito desejado, e os donos da casa continuaram a dominar o jogo.Já aos dois minutos, Fabrício esticou para Athirson entre os zagueiros do Vitória, mas o camisa 10, de frente para Viafara, tocou cruzado pela linha de fundo. Aos quatro, Jonathan mandou uma bomba de fora da área, Viafara espalmou, a bola tocou na trave e, no rebote, o chute de Thiago Ribeiro foi desviado para escanteio.

O terceiro gol cruzeirense parecia próximo. Aos 6, Gerson Magrão tabelou com Kléber na entrada da área rubro-negra, mas exagerou no individualismo e, ao invés de fazer o cruzamento para os companheiros livres, chutou na rede pelo lado de fora. Aos 17, o goleiro Viafara fez defesa incrível em cabeçada a queima-roupa de Kléber.

O camisa 1 do Vitória voltou a mostrar serviço, aos 24, desviando mais uma a bomba de Jonathan de fora da área para escanteio.

Aos 27, Ramires passou para Kleber e recebeu de volta de letra. Livre para avançar, o volante tentou bater colocado, e, mais uma vez, a Raposa parou nas mãos de Viafara, que impedia a goleada. A história se repetiu aos 32, desta vez em chute forte do cruzeirense, defendido no susto pelo colombiano.

Na sequência, o Cruzeiro tem dois duelos marcados contra o São Paulo. O primeiro deles acontece na quarta-feira, às 21h50m, pelas quartas de final da Libertadores, no Mineirão. No domingo, os times voltam a se enfrentar, às 16h, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro, no Morumbi. No mesmo horário, o Vitória recebe o Grêmio, no Barradão, também pelo Brasileirão.

Ficha técnica:

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

CRUZEIRO 2 x 0 VITÓRIA

Fábio, Jonathan, Anderson, Thiago Heleno, Gerson Magrão (Bernardo); Fabrício, Henrique, Ramires, Athirson (Marquinhos Paraná); Thiago Ribeiro (Zé Carlos) e Kléber.

Viafara, Bosco, Wallace, Victor Ramos, Robson; Uelliton, Vanderson, Carlos Alberto, Ramon (Adriano), Bida; Neto Baiano (Roger).

Técnico: Adilson Batista.

Técnico: Carpegiani.

Gols: Kléber, aos 22 e aos 28 minutos do primeiro tempo.

Cartões amarelos: Fabrício (Cruzeiro).

Estádio: Mineirão. Data: 23/05/2009. Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa/PR). Auxiliares: José Ricardo Maciel Linhares (ES) e Marcos Antonio Moreira Collodetti (ES).

maio 23, 2009 Posted by | Cruzeiro, Vitória | , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Leandro Almeida está perto de participar da 100ª partida com a camisa do Galo

Zagueiro pode atingir marca no próximo domingo, contra o Sport

Ampliar Foto Felippe Costa/Globo Esporte Felippe Costa/Globo Esporte

Leandro Almeida autografa bandeira de fã

O dia 26 de julho de 2007 marcou a estreia de Leandro Almeida no Atlético-MG. Foi na vitória de 3 a 0 sobre o Fluminense, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro. Menos de dois anos depois, o zagueiro já está próximo de atingir a marca de 100 jogos com a camisa alvinegra.

Ele já tem 99 no currículo. O 100º pode acontecer na próxima rodada do Brasileirão, no próximo domingo, contra o Sport.

- Jogar no Atlético sempre foi o meu sonho de criança e, agora, completando 100 jogos, é uma emoção muito grande. Estou muito feliz e é uma honra fazer tantas partidas por um clube grande e de massa como é o Atlético, time que sempre torci, time do meu coração. Espero atingir outras marcas importantes com a camisa do Galo – disse Leandro Almeida ao site oficial do clube.

Nesses 99 jogos com a camisa do Atlético, Leandro Almeida marcou 14 gols. Dois deles são guardados com carinho pelo zagueiro: os que ele marcou contra o Botafogo, pelo Brasileirão do ano passado.

- Sempre lembro daquela vitória por 2 a 1. Nesse jogo, tive a oportunidade de fazer dois gols e ajudar o Atlético a quebrar aquele tabu de 14 jogos sem vencer o Botafogo – declarou.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 18, 2009 Posted by | Atlético-MG | , , , , , , , | 1 comentário

Pênalti no fim dá vitória para o Atlético-MG

Diego Tardelli quebra jejum de cinco jogos e Galo vence o Grêmio

Grêmio voltou melhor no segundo tempo

Grêmio voltou melhor no segundo tempo (Crédito: Gil Leonardi)

Felipe Ribeiro

O Atlético conseguiu a sua primeira vitória no Brasileirão no sufoco. O 2 a 1 sobre o Grêmio, neste sábado, no Mineirão, pela segunda rodada da competição, serviu para quebrar o jejum do artilheiro Diego Tardelli. De um lado Celso Roth conhecia como poucos os jogadores do Tricolor Gaúcho, já que foi o responsável pela montagem do grupo no começo desta temporada. Porém, do outro os jogadores sabiam bem como é o estilo do atual treinador alvinegro.


E no primeiro tempo o criador levou ampla vantagem sobre a criadora. O Galo foi dono da partida, partindo para cima, encurralando o Grêmio em seu campo de defesa. As oportunidades foram criadas com Thiago Feltri, Júnior, Éder Luís e Diego Tardelli. Este primeiro perdeu duas ótimas chances de gol cara a cara com o goleiro Victor, aos seis e aos 26 minutos de jogo. Mas quem desperdiçou a melhor chance da etapa foi aquele que viria a ser o salvador do Galo.

Diego Tardelli, ao desviar o chute de Éder Luis na pequena área, mandou a bola no travessão superior. A bola insistia em não queria entrar e o atacante, que vinha de um jejum de cinco jogos sem marcar parecia que iria ampliar a marca negativa.

No segundo tempo a história teve algumas modificações. O Tricolor voltou mais disposto a atacar e deixou a defesa do Galo em apuros. Juninho, que nem sujou o uniforme na primeira etapa, fez grandes defesas após a volta do intervalo. Os chutes de Maxi López, Souza e Tcheco morreram nas mãos do dono da camisa 1 do clube mineiro.

Mas o Atlético contava com um setor muito forte na noite de ontem. A dobradinha formada pelo jovem Thiago Feltri e o experiente Júnior na esquerda foi responsável pelo domínio do time de Celso Roth. Conhecedor das deficiências gaúchas na defesa pela direita, ele forçou o jogo naquela posição.

Aos 30 minutos do segundo tempo, o inspirado Thiago Feltri, que vem numa crescente nas últimas partidas, aproveitou cruzamento da direita, apareceu livre na área e anotou o primeiro gol do jogo.

Mas a alegria durou pouco tempo. Quatro minutos depois, num vacilo incrível do sistema defensivo atleticano, Herrera cabeceou livre de marcação, sem chance para o goleiro Juninho. O mesmo erro que tem derrubado o time em 2009.

Mas quem tem Tardelli não desiste nunca. O atacante voltou à tona na marcação de um pênalti duvidoso, aos 47 minutos do segundo tempo. Wilson Luiz Seneme viu a bola resvalar no braço de Joilson. Era a oportunidade que o camisa 9 precisava. Usou a paradinha e deslocou Victor, pondo fim ao jejum de cinco jogos sem marcar.

ATLÉTICO-MG 2 X 1 GRÊMIO

DATA/HORA: 16/05/09 às 18h30
LOCAL: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
ÁRBITRO: Wilson Luiz Seneme (SP)
AUXILIARES: Nilson de Souza Monção (SP) e Everson Luis Luquesi Soares (SP).
GOLS: Thiago Feltri, 30′/2ºT (1-0); Herrera, 34′/2ºT (1-1); Diego Tardelli, 48′/2ºT (2-1)
CARTÕES AMARELOS: Souza, Rafael Marques e Adilson (GRE); Márcio Araújo (ATL)
CARTÕES VERMELHOS: Adilson, 44′/2ºT (GRE)

ATLÉTICO-MG: Juninho, Carlos Alberto, Welton Felipe, Leandro Almeida, Thiago Feltri (Júlio César, 42′/2ºT); Jonilson (Marcos Rocha, 39′/2ºT), Renan, Márcio Araújo, Júnior; Éder Luís (Alessandro, 26′/2ºT) e Diego Tardelli. Técnico: Celso Roth.

GRÊMIO: Vitor, Léo, Rever, Rafael Marques; Ruy (Joílson, Intervalo), Adilson, Souza, Tcheco, Fábio Santos (Jadílson, 32′/2ºT); Jonas (Herrera, 18′/2ºT) e Maxi López. Técnico: Marcelo Rospide.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 17, 2009 Posted by | Atlético-MG, Grêmio | , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Cruzeiro passa de fase e pega o São Paulo

Vitória sobre Universidad do Chile garante vaga nas quartas-de-final da Copa Libertadores

Kléber disputa a bola com adversário chileno

Kléber disputa a bola com adversário chileno (Crédito: Gil Leonardo)

LANCEPRESS!

A vitória por 1 a 0, com gol de Kléber, do Cruzeiro sobre o Universidad do Chile coloca a Raposa novamente nas quartas-de-final da Copa Libertadores após oito anos. A última vez que o time celeste havia conseguido este feito foi em 2001, ao eliminar o El Nacional, do Equador. O adversário da próxima fase é o São Paulo. O primeiro jogo do confronto deverá ser no próximo dia 27, no Mineirão.


PRIMEIRO TEMPO

Em um primeiro tempo de domínio celeste, o goleiro Fábio praticamente não teve trabalho na meta cruzeirense. Ao contrário do chileno Pinto, que ajudou o Universidad do Chile a manter o placar inalterado com boas defesas.

Logo aos 4 minutos de jogo, Léo Fortunato levou perigo após cobrança de escanteio de Wagner. Já era um indício de que o Universidad do Chile passaria por momentos de apuros na partida. Depois, a dupla de atacantes formada por Thiago Ribeiro e Kléber não deram sossego à Pinto. Ambos levavam perigo com bons chutes de média distância.

Aos 15 minutos, Ramires quase abriu o placar. O camisa 8 cabeceou para fora após cruzamento certeiro de Gérson Magrão.

Outra boa oportunidade celeste ainda na primeira etapa foi com o Gladiador Kléber. Em jogada de contra-ataque, aos 36 minutos, ele recebeu um ótimo passe de Wagner e fintou o defensor chileno. Mas a finalização parou nas mãos do goleiro Pinto.

Já no fim do primeiro tempo, Wagner deixou o gramado lesionado para a entrada de Athirson.

SEGUNDO TEMPO

O Cruzeiro se manteve dominando as ações ofensivas da partida após o intervalo. A cada minuto que passava, as forças do Universidad do Chile para buscar a classificação diminuiam.
A entrada de Cuevas até mostrou que o time chileno poderia melhorar. No entanto, o time celeste se impôs novamente no Mineirão.

Aos 21 minutos, Ramires quase coseguiu abrir o placar. Ele recebeu passe de Kléber e entrou na área após driblar Iturra. O volante arriscou um bom chute e Pinto espalmou para fora.

As oportunidades, em sua maioria, eram celestes. Aos 29 minutos, finalmente, o ataque do Cruzeiro conseguiu vencer Pinto. Ramires recebeu na entrada da área e ajeitou para Kléber. O Gladiador chegou batendo no canto do goleiro chileno. A bola entrou e os 36 mil torcedores presentes no Mineirão puderam soltar o grito de gol da garganta.

Após abrir o placar, o time de Adilson Batista pôde administrar o jogo e confirmar a classificação para a próxima fase da Copa Libertadores.

FICHA TÉCNICA:

CRUZEIRO 1 X 0 UNIVERSIDAD DO CHILE


Estádio: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data/hora: 14/05/2009 – 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Hector Balsassi (ARG)
Auxiliares: Ricardo Casas (ARG) e Herman Maidana (ARG)
Renda/público: R$ 741.422,50/ 36.898 pagantes

Cartões amarelos: Leonardo Silva, Thiago Ribeiro, Ramires (CRU); Iturra, Estrada, Seymour, O. González, J. González, Villalobos (UCH)
GOL: Kléber (CRU, 29′, 2°T)

CRUZEIRO:
Fábio, Jonathan (Jancarlos, 33′/2°T). , Léo Fortunato, Leonardo Silva, Gérson Magrão (Elicarlos, 13′/2°T); ; Henrique, Marquinhos Paraná, Ramires e Wagner (Athirson, 44′/1°T); Thiago Ribeiro e Kléber. Técnico: Adilson Batista.

UNIVERSIDAD DO CHILE:
Pinto, Díaz (Seymour, intervalo), O. González, J.González e Rojas; Iturra, Estrada, Contreras, Pardo (Cuevas, intervalo) e Hernández; Olivera(Villalobos, 22′/2°T). Técnico: Sergio Markarián.

Sport West - Loja do Grupo Esportes Oeste (Loja Credenciada da Nike.com)

maio 15, 2009 Posted by | Cruzeiro | , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário